Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Instrução do processo

Aposentada acusada de vazar operações da PF fica presa

Acusada de participar de um esquema que avisava donos do jogo do bicho e dos caça-níqueis sobre as operações da Polícia Federal, em Guaramirim (SC), a escrivã aposentada Dilva Dolzan teve o pedido de liberdade provisória negado pelo Superior Tribunal de Justiça.

No exercício da presidência da corte, o ministro Ari Pargendler manteve a prisão preventiva da aposentada. Segundo o ministro, a reclusão ajuda na apuração dos fatos durante a instrução do processo criminal.

O relator do Habeas Corpus é o ministro Felix Fischer, da 5ª Turma do STJ.

HC 124.818

Revista Consultor Jurídico, 4 de janeiro de 2009, 0h00

Comentários de leitores

1 comentário

quem sabe agora essa senhora fique com umas mer...

futuka (Consultor)

quem sabe agora essa senhora fique com umas merecidas horas de descanso ou talvez alguns dias - quiçá refletirá sobre sua verdadeira e real aposentadoria. "O FAMOSO SAI FORA MEU".. rs

Comentários encerrados em 12/01/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.