Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Conta livre

Trabalhador não paga taxa para transferir salário para seu banco

A partir desta sexta-feira (2/1), os trabalhadores de empresa privada poderão escolher em qual banco terão conta corrente para receber seus salários. Além disso, caso queira transferir o salário para outra conta não pagará taxas ou impostos. As informações são da Agência Brasil.

Pelas regras, que foram editadas pelo Banco Central em 2006, o pagamento será depositado numa conta-salário, em um banco escolhido pelo empregador. O trabalhador poderá resgatar ou mesmo transferir, sem custos, o dinheiro para um banco de sua escolha.

Por enquanto, apenas os trabalhadores da iniciativa privada vão contar com a facilidade. Servidores públicos terão que esperar até 2012 pelo direito à escolha do banco para recebimento em conta-salário.

A primeira fase de implementação das regras do BC entrou em vigor em abril de 2007. Entretanto, apenas atingiu empresas que tinham fechado contratos com bancos para pagamento da folha antes de 5 de setembro de 2006, data da resolução do Banco Central.

A chamada conta-salário não tem taxa de manutenção, nem de emissão de cartão de débito. Mas o cliente não obtém talão de cheques e não pode receber outros depósitos além do salário.

Revista Consultor Jurídico, 2 de janeiro de 2009, 14h49

Comentários de leitores

1 comentário

É tudo muito bonito, mas, parece haver falta de...

A.G. Moreira (Consultor)

É tudo muito bonito, mas, parece haver falta de democracia e respeito à liberdade do trabalhador, do seu direito de optar por ter ou não ter , qualquer tipo de conta bancária ! ! !

Comentários encerrados em 10/01/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.