Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Reforma ortográfica

Conheças as regras ortográficas que valem a partir desta quinta

As novas regras ortográficas, promulgadas no Decreto 6.583/08, passam a valer a partir desta quinta-feira, dia 1º de janeiro de 2009. Não deve ser usado mais o trema, diversas palavras deixam de ser acentuadas e entram em vigor novas regras para o uso do hífen. Além disso, o alfabeto ganhará três letras: K, W e Y.

De acordo com o decreto assinado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, até 2012, valem as duas formas de escrever: a antiga e a nova. Em 2009, começa o chamado "período de transição". Portugal, que também aprovou o acordo ortográfico, terá até 2014 para se adaptar às novas regras.

Algumas regras ainda deverão ser discutidas entre as Academias de Letras dos países que falam a língua portuguesa. Espera-se que a Academia Brasileira de Letras organize um vocabulário até fevereiro de 2009. Segundo reportagem do jornal Folha de S. Paulo publicada na terça-feira (30/12), a mudança afetará 0,5% dos vocábulos no Brasil e 1,3% das palavras em Portugal. Também devem se adaptar às mudanças os seguintes países: Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Timor Leste.

Conheça as principais mudanças:


Trema — não se usa mais trema para indicar que a letra u deve ser pronunciada nos grupos gue, gui, que, qui.

Como era Como fica
Freqüente, lingüiça, agüentar Frequente, linguiça, aguentar
Palavras derivadas de nomes próprios estrangeiros continuam inalteradas. Ex.: Müller


Acentuação 1 — não se usa mais o acento dos ditongos abertos éi e ói das palavras paroxítonas (palavras que têm acento tônico na penúltima sílaba)

Como era Como fica
Européia, idéia, heróico, apóio, bóia, asteróide, Coréia, estréia, jóia, platéia, paranóia, jibóia, assembléia Europeia, ideia, heroico, apoio, boia, asteroide, Coreia, estreia, joia, plateia, paranoia, jiboia, assembleia
Herói, papéis, troféu mantêm o acento (porque têm a última sílaba mais forte)


Acentuação 2 — nas palavras paroxítonas, não se usa mais o acento no i e no u tônicos quando vierem depois de um ditongo

Como era Como fica
Baiúca, bocaiúva, feiúra Baiuca, bocaiuva, feiura
Se o i e o u estiverem na última sílaba, o acento continua. Ex.: Piauí


Acentuação 3 — não se usa mais o acento nas palavras terminadas em êem e ôo

Como era Como fica
Crêem, dêem, lêem, vêem, prevêem, vôo, enjôos Creem, deem, leem, veem, preveem, voo,


Acentuação 4 — não se usa mais acento que diferenciava pares pára/para, pêlos/pelos, entre outros.

Como era Como fica
Pára, péla, pêlo, pólo, pêra, côa Para, pela, pelo, polo, pera, côa
Permanece o acento diferencial em pôde/pode. Pôde é a forma do passado do verbo poder (pretérito perfeito do indicativo), na 3ª pessoa do singular. Pode é a forma do presente do indicativo, na 3ª pessoa do singular. Permanecem os acentos que diferenciam o singular do plural dos verbos ter e vir, assim como dos seus derivados (manter, deter, reter, conter).


Acentuação 5 — não se usa mais acento agudo no u tônico das formas (tu) arguis, (ele) argui, (eles) arguem.

Antes Depois
Averigúe, apazigúe, ele argúi Averigue, apazigue, ele argui


Hífen — principais regras

Prefixos Usa hífen Não usa hífen
Agro, ante, anti, arqui, auto, contra, extra, infra, intra, macro, mega, micro, maxi, mini, semi, sobre, supra, tele, ultra... Quando a palavra seguinte começa com h ou com vogal igual à última do prefixo: auto-hipnose, auto-observação, anti-herói, anti-imperalista, micro-ondas, mini-hotel Em todos os demais casos: autorretrato, autossustentável, autoanálise, autocontrole, antirracista, antissocial, antivírus, minidicionário, minissaia, minirreforma, ultrassom
Hiper, inter, super Quando a palavra seguinte começa com h ou com r: super-homem, inter-regional Em todos os demais casos: hiperinflação, supersônico
Sub Quando a palavra seguinte começa com b, h ou r: sub-base, sub-reino, sub-humano Em todos os demais casos: subsecretário, subeditor
Vice Sempre: vice-rei, vice-presidente
Pan, circum Quando a palavra seguinte começa com h, m, n ou vogais: pan-americano, circum-hospitalar Em todos os demais casos: pansexual, circuncisão

Fonte: Michaelis — Guia prático da nova ortografia


Revista Consultor Jurídico, 1 de janeiro de 2009, 12h02

Comentários de leitores

6 comentários

O nosso presidente está certo em assinar, ele f...

RI3EIRO (Outros)

O nosso presidente está certo em assinar, ele foi eleito para ser presidente, e está sendo um ótimo presidente, obrigado, mas,nem ele, nem ninguém será um bom presidente se não ouvir e trabalhar com os ministros e assessores, e por sequência, ouvir as pessoas trabalham a formulação da linguagem.ok!Vanderlan? Considero ainda que as mudanças deveriam ser mais ousadas até mais do que sugere o Zerlottini. Afinal a escrita do português é muito chata.

AINDA BEM QUE O PRESIDENTE DA MAIORIA DOS BRASI...

VanderlanCarvalho (Advogado Autônomo - Civil)

AINDA BEM QUE O PRESIDENTE DA MAIORIA DOS BRASILEIROS NÃO É ADVOGADO, POIS SE O FOSSE, ESTARIA (PELO NOSSO ESTATUTO) IMPEDIDO DE ASSINAR TAL MODIFICAÇÃO, PORQUE ALÉM DE NÃO TER SIDO POR ELE ELABORADO, DE IGUAL FORMA, SE LEU, NADA ENTENDEU ...

Gente, vamos com calma !!! As tradições e a lín...

acdinamarco (Advogado Autônomo - Criminal)

Gente, vamos com calma !!! As tradições e a língua não vão mudar !! Só algumas redações de algumas palavras !!! Parem de "fazer tempestade em copo d'água". acdinamarco@aasp.org.br

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 09/01/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.