Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Alguns detalhes

OAB-SP deve oficializar adesão a Exame Unificado

O vice-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Vladimir Rossi Lourenço, afirmou nesta sexta-feira (13/2) que a presença de São Paulo no Exame de Ordem Unificado fortalece a ideia de ter um instrumento de qualificação profissional e de adequação das grades curriculares de diversas universidades e faculdades de Direito de todo país. A OAB paulista resolveu, esta semana, que os bacharéis de São Paulo deverão fazer a prova com o mesmo conteúdo já aplicado em 24 estados e no Distrito Federal. Agora, apenas Minas Gerais resiste participar a prova unificada.

O presidente da OAB-SP, Luiz Flávio Borges D’Urso, afirmou à revista Consultor Jurídico que ainda falta assinar o contrato, pois há alguns requisitos que a seccional discorda, como o prazo de entrega de resultados, que precisam ser discutidos.

O primeiro exame unificado foi aplicado em 2007 e teve a participação de 17 seccionais. Em nota à imprensa, D’Urso explicou que a “OAB SP  adiou a adesão ao Exame de Ordem  Unificado para avaliar os resultados obtidos em outros estados e hoje estão convencidos do alto nível das provas e  que tem mecanismos seguros para  sua aplicação em todo o território nacional”.

Segundo ele, a inclusão permitirá um resultado mais amplo da qualidade do ensino jurídico oferecido nas 1.088 do país. “A cada dia o Exame de Ordem vem se confirmando como uma necessidade para mensurar o conhecimento básico do bacharel que chega ao mercado de trabalho”, ressalta D´Urso.

Último Exame Estadual

A segunda fase do 137º Exame de Ordem será neste domingo (15/2) às 8h. De acordo com a seccional, os 11.063 candidatos devem chegar com meia hora de antecedência nos locais de prova. Para conferir os endereços, clique aqui.

A Comissão de Estágio e Exame de Ordem diz que o conteúdo das provas e o gabarito devem estar disponíveis na quarta (18/2) ou quinta-feira(19/2). Os bacharéis poderão conferir o resultado a partir das 18h do dia 13 de março, no site da OAB-SP.

Revista Consultor Jurídico, 13 de fevereiro de 2009, 18h30

Comentários de leitores

1 comentário

ANSELMO

ANS (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Sugiro que o Exame de Ordem seja extinto ou então seja periódico.
Ou ninguém faz ou TODOS deveriam fazê-lo se ele de fato for importante (prefiro o controle do próprio mercado, a seleção pelos próprios clientes com base na competência de cada profissional). Quanto ao fato de que na medicina estão tentando implantar tal exame, o setor da saúde deveria ANTES, cuidar de prover a sociedade de médicos em todos os rincões, pois em alguns cantos do nosso país ainda é comum se recorrer às benzedeiras e aos chazinhos até para tratamento de cânceres por falta de opções.
Então, quem defende o exame de ordem deveria seguir o princípio de que a forma segue a função, e lutar para que todos os profissionais do Direito sejam reavaliados constantemente, pois há aqueles que se depreciam com o tempo e nesse caso, de que adiantaria a carteira mágica da OAB? Acho que precisamos parar de criar formalidades e pensar no conteúdo. Até porque, será que todos aqueles que desejam que o exame permaneça passariam novamente numa nova avaliação?

Comentários encerrados em 21/02/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.