Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Cálculos da disputa

Pai de Sean diz que vai tentar reaver dinheiro gasto

O pai do menino Sean, David Goldman, disse, em entrevista coletiva concedida nos Estados Unidos, que já gastou cerca de US$ 500 mil na disputa judicial que travou com a família da mãe do garoto. A advogada de David afirmou que vai pedir o ressarcimento desse valor à família materna do menino. As informações são do portal G1.

Na entrevista, o pai não deu respostas diretas sobre possíveis visitas do menino ao Rio de Janeiro. Segundo a advogada de David, até agora a família brasileira não apresentou à Justiça norte-americana um pedido formal de visitas ao menino em Nova Jersey, onde ele viverá.

Depois de cinco anos de disputa judicial pela guarda do menino, Sean foi entregue ao pai no consulado americano no Rio de Janeiro em 24 de dezembro, depois da decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Gilmar Mendes, que manteve determinação do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (Rio e Espírito Santo). O ministro cassou decisão do ministro Marco Aurélio, que em Habeas Corpus, havia suspendido decisão do TRF-2.

A família da mãe de Sean deve entrar com recurso na Justiça para tentar trazer o menino de volta ao país. Os advogados da família informaram que a questão judicial no Brasil não terminou e que haverá interposição de Recurso Especial ao Superior Tribunal de Justiça contra decisão do TRF-2.

Revista Consultor Jurídico, 30 de dezembro de 2009, 11h52

Comentários de leitores

30 comentários

Final do Post

RBS (Advogado Autônomo)

1) " Portanto ... quando é chegada a hora final as pessoas rezam e pedem perdão, mas será que seria o suficiente para aplacar o seu transtorno espiritual, pois ............."...nossa...estamos num forum juridico conversando sobre ressarcimento de danos materiais (supostamente provados pelo autor da ação, pois ninguem sabe se ele provará) ou numa casa de caridade ou num forum de Espiritismo...Leigos...apelam até para o outro mundo quando não tem argumentos...
2) " Quer dizer, que alguém sai do exterior e resolve ficar no país de origem com o filho estaria cometendo algum crime. Olha, vai ver que ela cansou daquele americano e resolveu dar fora. E vc. acha que ela ia pedir divorcio em solo americano, só se fosse uma débil mental. "
Se existe um pai e o mesmo só deu autorização para ferias (e não residência) há crime de abdução internacional de menor, conforme previsto na Convenção de Haia, do qual ambos Brasil e Estados Unidos são signatários. O fato de você ignorar o divorcio no país de origem do casamento...essa não preciso comentar..se ela assinou no país, sabia das regras...Seria muito facil se todo mundo fizesse um acordo/contrato legal (dentro das normas internacionais) e depois fugisse para outro país para evitar qualquer conflito no momento de um impasse...Lastimavel seu pensamento meu caro...
Mas deixa para lá...pelo que você escreveu você sabe tudo, trabalha com tudo, está acima de todos e é o dono do universo (material e espiritual). Parabéns ! Bye, Bye...depois dos seus argumentos acima vou embora, pois achei que este era um site Juridico..não vou discutir a origem do universo...muito menos com quem seja acha o dono dele.

Um outro ponto final

JCláudio (Funcionário público)

RBS,
Colocando outro ponto final neste nosso embate.
Tudo isto que vc. escreveu é de meu conhecimento, não sou uma pessoa desconectada da realidade deste nosso mundo. Conheço muito bem os valores destes custos que serão cobrados e pagos pelas partes contratadas e outros serviços necessários à finalização destes contratos. No meu dia a dia trato e convivo com pessoas que querem investir no país e fora do país.
Em razão desta situação, repassamos normas que devem ser observadas e cumpridas, e os pontos básicos na elaboração dos diversos contratos que serão firmados para entrada ou saída dos diversos bens ou serviços.
Portanto, conheço diversos prestadores de serviços em diversas áreas, como por exemplo: de seguridade, de perícia, de tradutores, de advocacia, de informática e outros mais. Sei quanto cobram e o porquê destes valores cobrados.
Felizmente não me apego aos apelos populares, é convicção própria. Nem tão pouco aos valores, mas apenas entendo que as pessoas devem ser mais do que realmente são. Devem ter um espírito mais elevado e serem superiores as coisas mundanas e pequenas, já que daqui não levaremos nada material.
Esta é grande a diferença entre o materialista e o espiritualista. Portanto ... quando é chegada a hora final as pessoas rezam e pedem perdão, mas será que seria o suficiente para aplacar o seu transtorno espiritual, pois .............

Fim de Conversa

RBS (Advogado Autônomo)

JClaudio...O Pai da Criança vai buscar reaver os seus gastos...sei que os gastos podem chegar a mais do que isso...se ele não conseguir provar, ele não vai ganhar. E Pronto ! Só isso...Ele teve custas...se ele ganhar a ação, assim como colegas tentam explicar a você, ele terá seu ressarcimento...Eu não sou Advogado dele e muito menos você...Portanto, deixe-o provar na Justiça...se ele não conseguir totalmente terá o pedido aceito parcialmente (até onde as provas dele conseguirem ser aceitas). O que você não quer entender é que ele, se tiver como provar que seus custos foram esses, receberá o valor e ponto final. Se ele não provar, não receberá...as custas nos EUA para processos são muito altas...tenho um amigo Medico nos EUA que sempre me diz que um Medico, antes de ter o seu salario, pensa primeiro em ter um seguro para eventuais ações judiciais que podem ocorrer...O que você não quer entender é isso...E para piorar...estamos falando de uma ação entre países...que envolvem, além das custas normais, telefonemas, tradutores juramentados, etc. Para se ter uma idéia, uma consulta para acidentes marinhos onde envolve divisas de fronteiras, muitas vezes é cobrada R$ 5.000,00 somente a consulta...Não estou falando da ação...Porque ? Porque a pessoa tem que atualizar fora do país...Você tem uma idéia de quanto custa um curso de especialização em Direito Internacional no exterior ? Portanto, porque o pai da criança deve pagar tudo isso sozinho se foi constatado que a outra parte está errada ? Lembrando novamente que este valor é ressarcimento dos valores gastos pelo pai da criança...Não se apegue aos apelos populares(somente ao valor)...primeiro veja a parte tecnica e o seu custo...Essa é a diferença...

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 07/01/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.