Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Número dos cartões

Cúmplice de crime virtual é condenado nos EUA

Apontado como envolvido no “maior roubo de identidades da história da nação” pelo FBI, um homem foi condenado nos Estados Unidos a dois anos de prisão. O homem seria cúmplice no roubo de milhões de números de cartões de crédito e débito no país. As informações são da Folha Online.

Stephen Watt é amigo de Albert Gonzalez, acusado de roubar 170 milhões de números de cartão. Segundo o site da revista Wired, o prejuízo foi de US$ 200 milhões à empresa TJX. Gonzalez, que pode pegar 17 anos ou mais de prisão, alega possuir um tipo de autismo.

Já Watt é ex-engenheiro da Morgan Stanley. Ele se declarou culpado pela criação de um programa que Gonzalez e outros acusados teriam usado para roubar todos os números de cartões. No julgamento, o advogado do réu afirmou que ele foi guiado por uma "curiosidade e afinidade intelectual, não ganância".

Além dos dois anos de prisão, o engenheiro vai ficar três anos em liberdade condicional. Uma porta-voz do escritório da promotoria de Massachussetts disse que o juiz também ordenou que Watt pagasse uma restituição à TJX, no valor de US$ 171,5 milhões.

De acordo com uma fonte próxima ao caso, a juíza Nancy Gertner indicou que sua sentença foi baseada na enormidade do prejuízo causado ao público devido ao crime, e à inegável assistência de Watt para que o crime acontecesse.

Revista Consultor Jurídico, 23 de dezembro de 2009, 20h13

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 31/12/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.