Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Começar de Novo

Ministro do CNJ acompanha jogo do Brasileirão

O presidente do Conselho Nacional de Justiça e do Supremo Tribunal Federal, ministro Gilmar Mendes, vai assistir, no próximo domingo (6/12), o jogo São Paulo x Sport Recife no estádio do Morumbi, em São Paulo. A ida do ministro ao jogo é parte das atividades da parceria entre o CNJ e o Clube dos 13 dentro do programa Começar de Novo.

O programa prevê a reinserção social de presos e egressos do sistema carcerário, por meio da capacitação e da abertura de oportunidades de trabalho. Paralelamente, em todos os jogos da última rodada do Campeonato Brasileiro, os jogadores entrarão no estádio exibindo faixas da campanha do CNJ, que estimula empresas, órgãos públicos e instituições a oferecerem vagas de trabalho a ex-detentos, como forma de garantir a reinserção social e combater a criminalidade.

No Morumbi em São Paulo, o corregedor nacional de Justiça, ministro Gilson Dipp, também acompanhará a partida do São Paulo contra o Sport, assim como o conselheiro Marcelo Nobre. No Rio de Janeiro, estará o conselheiro Nelson Tomaz Braga, no estádio do Maracanã, acompanhando Flamengo x Grêmio. Em Curitiba (PR), a conselheira Morgana Richa vai assistir o jogo Coritiba x Fluminense.

A parceria com o Clube dos 13, que será assinada na terça-feira (8/12), pelo ministro Gilmar Mendes no Rio de Janeiro (RJ), prevê a abertura de vagas de trabalho nos clubes e a oferta da prática de esportes para os jovens.

A divulgação do programa Começar de Novo está  em campanha institucional na programação das emissoras de rádio e televisão de todo o país, para sensibilizar a sociedade sobre a necessidade de ressocializar os ex-detentos, proporcionando a eles vagas no mercado de trabalho para evitar que voltem à prática de crimes.

As ações do Começar de Novo abrangem convênios com entidades como Sesi, Senai e Fiesp, visando ao treinamento e a capacitação de presidiários. O programa já proporcionou a contratação, por órgãos do Judiciário, de presos que já cumprem pena em regime domiciliar, condicional ou semiaberto.

O objetivo é favorecer a recuperação social dos presos, a começar pela reinserção no mercado de trabalho. Para tanto, está disponível o Portal de Oportunidades no endereço eletrônico do CNJ. A página disponibiliza na internet um espaço para as empresas ou instituições interessadas cadastrarem vagas de empregos e cursos destinados a presos e egressos do sistema prisional. Para incluir uma empresa ou instituição no Sistema Começar de Novo basta clicar no link acesse o sistema Começar de Novo, na página inicial do CNJ. Com informações da Assessoria de Imprensa do CNJ.

Revista Consultor Jurídico, 4 de dezembro de 2009, 16h58

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 12/12/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.