Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Hora de descansar

Corregedor-geral da Justiça se aposenta no TJ-SP

O desembargador Ruy Pereira Camilo, Corregedor-geral da Justiça paulista, anunciou sua aposentadoria, na quinta-feira (27/8). Pelo seu tempo de trabalho e aniversário de 70 anos no próximo dia 31, o Tribunal de Justiça de São Paulo prestou uma homenagem a ele nesta sexta-feira (28/8).

Ele tem 49 anos de serviço público e 44 de magistratura. “Tudo tem seu momento e fases. Chegou a hora de ter uma vida mais tranquila. Não tinha vocação para ser advogado e, por isso, ingressei na carreira com a idade mínima. Tudo que tenho devo à magistratura: desenvolvimento profissional, manutenção da família”, disse Ruy Camilo.

Há 23 anos como desembargador, o corregedor-geral da Justiça lembrou que, quando foi promulgada a Emenda Constitucional 45, em dezembro de 2004, foi convidado a se aposentar, mas preferiu continuar trabalhando. “Não tenho nada a reclamar desse tempo todo. Pelo contrário, só tenho a agradecer aos colegas, juízes e funcionários, que sempre foram atenciosos e gentis comigo”, afirmou.

Ruy Pereira Camilo ingressou na magistratura em 1965, em Santo André. Ao longo da carreira, também passou pelas cidades de Cravinhos e Presidente Venceslau. Começou a trabalhar na capital em 1969 e, em 1981, foi promovido por merecimento a juiz do extinto 1º Tribunal de Alçada Civil, onde ocupou os cargos de vice-presidente e presidente. Chegou a desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo, também pelo critério de merecimento, em 1985.

Em sessão plenária de 3 de dezembro de 2003, foi eleito 3º vice-presidente do Tribunal de Justiça para o biênio 2004/2005. Em 2007, elegeu-se corregedor-geral da Justiça para o biênio 2008/2009, cargo em que agora se aposenta na magistratura. Com informações da Assessoria de Imprensa do Tribunal de Justiça de São Paulo.

Revista Consultor Jurídico, 28 de agosto de 2009, 19h12

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 05/09/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.