Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Ranking de desempenho

UnB e Ceará são os campeões do Exame de Ordem

Por 

O Ceará e a Universidade de Brasilia foram os grandes campeões do Exame de Ordem unificado. Com uma taxa de aprovação de 37,6% dos 1.215 candidatos que fizeram a prova, a seccional do Ceará superou suas congêneres de Sergipe (37,4%) e da Paraíba (37,1%). Entre as escolas, o melhor desempenho foi o da Universidade de Brasília, que aprovou 35 dos 36 candidatos que fizeram a prova, com um índice de (97%) de aprovação. Em segundo lugar aparece a Universidade Federal de Santa Catarina (92%) seguida pela Universidade Federal de Sergipe (91%).

Ranking Exame de Ordem por Estados - Jeferson HeroicoAs provas foram feitas em maio, em todos os estados com exceção de Minas Gerais. O exame unificado contou pela primeira vez com a participação de São Paulo, que ficou em último lugar no ranking de desempenho dos estados, com uma taxa de apenas 15,7% de aprovação. Mesmo assim, São Paulo foi quem mais aprovou em números absolutos, já que é responsável por quase um terço dos candidatos do exame. Dos 58.761 bacharéis que fizeram as provas da primeira fase do Exame, 18.616 se inscreveram em São Paulo. Do total de examinandos em São Paulo, 2.936 conseguiram aprovação —apenas quatro seccionais inscreveram mais bacharéis para fazer o exame do que o número de aprovados em São Paulo: Rio de Janeiro (6,8 mil candidatos), Paraná (4,5 mil), Rio Grande do Sul (3,7 mil) e Distrito Federal (3 mil). Em todas estas unidades, a taxa de aprovação esteve acima dos 20%.

A partir de dados levantados pela Cespe, a empresa contratada para aplicar as provas, e do Conselho Federal da OAB, a Consultor Jurídico montou um ranking de desemenho das escolas, levando em conta apenas as faculdades que tiveram pelo menos 10 bacharéis inscritos e um indice de aprovação de pelo menos 50% resultou uma lista com 53 escolas. Um total de 699 escolas teve representantes no Exame. 

Como era de se imaginar, a maioria absoluta das ranqueadas é de escolas públicas. Dos 53 nomes da lista, apenas oito são de escolas particulares. Entre elas aparecem escolas tradicionais como a PUC do Rio e de São Paulo e o Mackenzie, também de São Paulo. Mas aparecem também escolas pouco conhecidas fora da região onde estão estabelecidas como as Faculdades Integradas de Vitória (FDV) do Espírito Santo, a Faculdade Ruy Barbosa de Administração e Direito (FRBA) da Bahia e a Faculdade Marista da Paraíba. Os grandes conclomerados de ensino têm também um representante, a Estácio de Sá, de São João do Meriti, que fecha a lista de ranqueadas.

Apesar de estarem nitidamente em desvantagem na lista, as particulares levam vantagem quando se comparam os números absolutos de aprovados. Nesse quesito, o primeiro lugar ficou com o Mackenzie de São Paulo, que aprovou 242 bacharéis, e o segundo foi para a Universidade Católica do Salvador (UCSal) que aprovou 212. Em termos de desempenho as duas escolas não fazem feio: o Mackenzie aprovou 63% de seus alunos e a UCSal 53%.  

Ranking do Exame de Ordem - Por Escolas
Escola Cidade Candidatos Aprovados
UNBBrasília3697,22%
UFSCFlorianópolis3892,11%
UFSEAracajú5590,91%
UFPRCuritiba5388,68%
UFPERecife7085,71%
UERJRio de Janeiro7685,53%
UEFSFeira de Santana2180,95%
UFPBJoão Pessoa6180,33%
UFFNiterói6180,33%
USPSão Paulo9479,79%
UFALMaceió9679,17%
UESBVitoria da Conquista2878,57%
FDVVitoria4276,19%
UfesVitoria2176,19%
UniRioRio de Janeiro2875,00%
UFRNNatal3174,19%
UFRGSPorto Alegre3073,33%
UFMASão Luís5771,93%
UFRRBoa Vista1471,43%
UFCEFortaleza6770,15%
UFRNMossoró3070,00%
UELLondrina10569,52%
FufroPorto Velho1369,23%
UFRJRio de Janeiro17468,97%
UnespFranca2766,67%
UnebJuazeiro2166,67%
PUC-RJRio deJaneiro13865,94%
UFPelPelotas3865,79%
UfamManaus7565,33%
UescIlhéus4965,31%
FundinopiJacarezinho3764,86%
UEMMaringá5664,29%
FRBASalvador6464,06%
UespiFloriano1963,16%
MackenzieSão Paulo38463,02%
FUFRGRio Grande3461,76%
UFSMSanta Maria1861,11%
UFBASalvador4660,67%
PUC-SPSão Paulo7759,74%
UFMSCampo Grande3158,06%
UfacRio Branco1457,14%
UEPBCampina Grande7956,96%
UespiParnaíba2556,00%
UFPITeresina2556,00%
F. MaristaJoão Pessoa2055,00%
UFPABelém5154,90%
UFMAImperatriz1154,55%
UFMSCorumbá1353,85%
UFMTCuiabá4153,66%
UespiTeresina8752,87%
UCSalSalvador40252,74%
UFGDDourados1952,63%
UnisulBahiaEunápolis4250,00%
EstácioS.João do Meriti2650,00%

 

 é diretor de redação da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 27 de agosto de 2009, 16h15

Comentários de leitores

3 comentários

ESTUDO

Júnior Brasil (Advogado Autônomo - Consumidor)

o importante é que mais de 10.000 bacharéis se tornaram advogados, o que espanca a tese que a OAB está impedindo os bacharéis de trabalharem. Isso é uma alegação oportunista de uma minoria que se tornou bacharel "nas cochas", p.ex., colando, etc.
.
Parabéns aos aprovados e aos reprovados, AO ESTUDO!

Foamandos no primeiro semestre

Fernanda Scalzer (Bacharel - Civil)

Artur, apenas para te esclarecer: alguns dos muitos candidatos que prestaram o último exame da ordem concluiram o curso no primeiro semestre letivo do ano, e que o mesmo não apenas acolhe os que não foram aprovados nos anteriores, como por exemplo os candidatos da UnesulBahia que mesmo sem concluirem o curso foram aprovados em tal exame, como prova a reportagem.

Divergência nos dados...

Pablo José de Pinho Silva (Estudante de Direito)

Eu percebi uma divergência nas estatísticas apresentadas nessa noticia. Nos dados disponibilizados pela OAB-DF a UNB aparece com 84% (31 aprovados) de aprovação e não 97% (35 aprovados) como divulgado. Lembrando que tais dados são divulgados após a análise dos recursos. De qualquer forma, no Brasil em geral, o índice de reprovação no exame é um reflexo absurdo da má proliferação dos cursos de direito que se preocupam apenas em vender diplomas ao invés de preparar os estudantes.

Comentários encerrados em 04/09/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.