Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Operação Satiagraha

Protógenes deve depor sobre ligação com Demarco

O responsável pela Operação Satiagraha, delegado Protógenes Queiroz, vai ter de ser localizado. A Procuradoria da República requereu a localização porque quer que ele explique qual é a relacionamento que tem com o empresário Luiz Roberto Demarco, inimigo do banqueiro Daniel Dantas. O delegado deve depor no inquérito policial que investiga essa ligação.

A quebra dos sigilos telefônicos de Protógenes e Demarco, de janeiro de 2007 a agosto de 2008, foi pedida pela Procuradoria. O Ministério Público quer que a investigação seja "direcionada, por ora, exclusivamente para apurar as ligações existentes entre Protógenes e a Nexxy", que pertence a Demarco. Ele trava com o banqueiro disputas comerciais. O depoimento de Demarco também foi solicitado pela Procuradoria. 

Recentemente, a Justiça Federal paulista chegou à conclusão de que Protógenes  poderia ter contado com a ajuda de Demarco na cruzada para tirar de circulação o banqueiro. O seu nome surgiu quando se foi verificar com quem Protógenes trocou telefonemas durante os preparativos da Operação Satiagraha.

Demarco tornou-se conhecido como idealizador das “lojinhas virtuais” do PT, um esquema de arrecadação partidária à prova de auditorias e que alavancou a vitória de Lula em 2002. Mas seu talento vai além disso. Na disputa com o bilionário Daniel Dantas, ele fez funcionar em seu favor as engrenagens do Ministério Público, da Câmara dos Deputados, do PT, de setores do Palácio do Planalto e da imprensa.

A descoberta de que os telefones de Demarco e Protógenes são íntimos, junto com os indícios de que o empresário usava também o telefone da empresa do blogueiro Paulo Henrique Amorim para sua comunicação com o delegado, associa-se a outro registro peculiar. Já em 2004, quando o delegado que perseguia Dantas era outro, na operação apelidada “Chacal”, o empresário agia com desenvoltura.

Ele deu conselhos ao delegado Elzio Vicente da Silva sobre como conduzir a investigação e recomendou os crimes para enquadrar Dantas como “formação de quadrilha, concorrência desleal, ameaça, tentativa de sequestro, corrupção ativa e passiva, difamação, injúria, calúnia, etc.”. Com informações do jornal O Estado de S. Paulo.
Clique aqui para ler mais sobre a ligação de Protógenes e Demarco na ConJur.

Revista Consultor Jurídico, 25 de agosto de 2009, 16h37

Comentários de leitores

2 comentários

A NECESSÁRIA SEPARAÇÃO DA RES PÚBLICA DA PRIVADA

Cláudio João (Outros - Empresarial)

Amigos: como pode um funcionário público de carreira trocar informações com um personagem inimigo da pessoa a quem está investigando? E, com interesses diretamente ligados ao evento? É o poder de polícia que sobe às alturas, tudo podendo ser feito, com os meios que for, a propósito de um fim que ele entende como justo. Nada a favor do Dantas que não é flor que se cheire, como dizia minha progenitora. Mas, exige-se de um funcionário público, ética, isenção, fundamentos da ação pautados na lei, nunca uma troca de figurinhas com personagens q

Protógenes para o Senado

Gilberto Serodio Silva (Bacharel - Civil)

Como se pode observar prossegue a campanha eleitoral do Delegado Protogenes Queiroz a Senador pelo Estado de São Paulo. As pesquisas apontam ele a frente de Mercadante e Suplicy que vai acabar interditado e internado para tratamento psiquiátrico. Já para Deputado Federal ele aponta como eleito com mais outros sete pela leganda seja de que partido for mas sendo de um PMDB ou PT elege pelo menos mais dois Federais, nada que se compare ao fenômeno Eneas, que conseguiu atrair a grande maioria dos que não sde deixam enganar pela farsa eleitoral com urnas eletrônicas.
Quanto a Daniel Dantas, vai gastar caminhões de dinheiro com os advogados - o que não é problema nenhum - e ao final, terá pago para ter o resultado (kkkkk) vai ver todas as penas prescritas, cadeia jamais, já que o crime e fatos típicos não prescrevem assim como não transitam em julgado. Ele vai ganhar muito dinheiro com o livro contando tudo e mais ainda com o filme sobre sua vida e personalidade que me parece bem psicopatazinho.

Comentários encerrados em 02/09/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.