Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Facilidades na Receita

PF faz operação para prender acusados em SP e ES

A Polícia Federal deflagrou, nesta sexta feira (21/8), uma operação para tentar prender acusados de agilizar indevidamente processos de importação com a ajuda de servidores da Receita. Segundo a PF, os integrantes são “advogados, empresários e servidores públicos” e a suposta quadrilha é “especializada em crimes ligados à área do comércio exterior, que atuava nos Estados de São Paulo e Espírito Santo”. A operação, que contou com o apoio do Ministério Público Federal, foi batizada de Duty Free.

A PF explica que as investigações, iniciadas em fevereiro de 2009, revelaram que “o grupo criminoso conseguia, com ajuda de servidores da Receita Federal, facilidades e agilidade em processos de importação, prestação de consultorias e reiteradas interposições fraudulentas, em troca de dinheiro e outras vantagens”.

A PF afirma que o grupo também se beneficiou de um contrato firmado com o Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo.

Os presos são acusados pelos crimes de lavagem de dinheiro, formação de quadrilha, falsidade ideológica, corrupção passiva e ativa, advocacia administrativa e contrabando e descaminho. Se condenados, as penas máximas podem chegar a 46 anos de prisão.

Foram mobilizados 200 policiais federais para cumprir 18 mandados de prisões preventivas e 40 mandados de busca e apreensão nas cidades de Vitória, Vila Velha, Viana, Castelo, Alfredo Chaves, Anchieta, Conceição da Barra e Cariacica, todas no Estado do Espírito Santo, e na cidade de São Paulo. Com informações da Assessoria de Imprensa da PF do Espírito Santo

Revista Consultor Jurídico, 21 de agosto de 2009, 11h27

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 29/08/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.