Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

MERCADO JURÍDICO

Para atender cliente, escritório aprende a plantar coco

Por 

Coluna Lilian virada - Spacca

Entender o processo de produção de água de coco foi o principal desafio da equipe do TozziniFreire para orientar a venda da Amacoco, fabricante das marcas Kero Coco e Trop Coco, para a PepsiCo. A empresa procurou o escritório há mais ou menos um ano com a intenção de vender o negócio. Com a crise, a negociação esfriou e o fato de a PepsiCo entrar em um mercado em que nunca atuara fizeram com que a aquisição demorasse para sair, de acordo com o sócio na área de agronegócio do Tozzini, Darcy Teixeira Junior. Na semana passada, as empresas decidiram fechar o negócio.

Darcy Teixeira coordenou os trabalhos da sua equipe. Um advogado especializado na área tributária e um da área de propriedade intelectual também integraram o grupo, formado por seis profissionais. Conhecer o processo de produção é fundamental, segundo o advogado. Nesse período, descobriu que um coqueiro demora 4 anos para crescer, como eles são plantados, como é feita a distribuição e a venda da matéria-prima.


Planos de expansão
O escritório Abdo Advogados, com sede em Novo Hamburgo (RS), está em fase de expansão. No primeiro semestre de 2009, contratou 66 pessoas, incluindo advogados, estagiários e funcionários da área administrativa. Até o final do ano, a ideia é contratar outros 60. Entre eles, 30 advogados, principalmente na área cível, previdenciária e de família. Em 2010, ano em que a banca completa 20 anos, o escritório pretende abrir quatro novas filiais no Rio Grande do Sul. Mais para frente, Santa Catarina e Paraná são os destinos do escritório, de acordo com o planejamento estratégico.

A crise foi o principal impulso para o crescimento do escritório, de acordo com o sócio Gabriel Diniz da Costa. A inadimplência de cartões de crédito, de financiamentos de veículos e da casa própria aumentou a demanda. As empresas também começaram a recorrer à Justiça para questionar a carga tributária que, com a crise, passou a tornar muitas empresas inviáveis. Além disso, o escritório já trabalhava para aumentar o serviço na área previdenciária. Conseguiu.


Parceria com a México
O presidente do México Felipe Calderón, em visita oficial ao Brasil, e o presidente Lula assinaram acordo para impulsionar o livre comércio entre os dois países. No sábado (15/8), Calderón participou da cerimônia em que foi assinado acordo bilateral entre a Associação Empresarial Mexicana (Asemexbra) e o Conselho Empresarial da América Latina (CEAL Brasil). A ideia é fomentar os negócios e intercâmbio na área cultural, de educação e de tecnologia.

O investimento de empresas mexicanas no Brasil, representadas pela Asemexbra, soma US$ 17 bilhões. O setor de telefonia representa US$ 12 bilhões (70%). O setor de bebidas 15%. Os investimentos mexicanos no mercado brasileiro cresceram, no primeiro trimestre, aproximadamente 20%, se comparado ao mesmo período de 2008. O Memorando de Entendimento assinado pelas entidades e o presidente do México foi feito pelo escritório Trench, Rossi e Watanabe.


Investimentos no Rio
A Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) acaba de lançar, com o patrocínio do escritório Veirano Advogados, documento que reúne planos de investimento privados e públicos no estado para os próximos três anos, chamado de Decisão Rio 2010/2012. O projeto pretende mostrar as tendências de investimentos e apresentar oportunidades de negócios. Mais de 100 projetos foram anunciados para o período de 2010 a 2012. O andamento dos empreendimentos pode ser acompanhado pelo software Google Earth, que traz fotos e vídeos. Clique aqui para ter acesso ao estudo.


Japão no Brasil
Empresas japonesas estão de olho no mercado brasileiro. Em julho, dois grandes negócios foram fechados no país. O Astellas Pharma, um dos maiores grupos farmacêuticos do Japão, decidiu apostar no crescimento do setor aqui no Brasil. No ano passado, o país passou a ser o 10º maior mercado farmacêutico do mundo. A operação de entrada no país foi intermediada pelo TozziniFreire Advogados. O escritório prestou consultoria na parte contratual e societária, em questões regulatórias de competência da vigilância sanitária e também nas áreas trabalhista, tributária e de propriedade intelectual.

Apesar da lei antifumo, que acaba de entrar em vigor em São Paulo e de ser aprovada no Rio de Janeiro, a Japan Tobacco Inc., fabricante do cigarro Camel, viu uma boa oportunidade de expansão dos negócios com a compra da distribuidora e da beneficiadora brasileiras Kannenberg & Cia e da Kannenberg, Barker, Hail & Cotton Ltda. As duas empresas ficam na cidade de Santa Cruz do Sul, no Rio Grande do Sul. O negócio, comandado aqui no Brasil pelo escritório Demarest e Almeida Advogados, chegou a US$ 230 milhões.


Curta-metragem
O escritório mineiro Homero Costa Advogados apoiou, pela segunda vez, a produção de um curta-metragem. A produção de O Filme mais violento do Mundo é uma parceria da Abuzza Filmes com a Kinoosfera Filmes. Dirigido por Gilberto Scarpa, o curta tem em seu elenco, Antônio Abujamra, Geraldo Carrato, Antônio Nadeeo e Maurício Tizumba. O filme será exibido no Festival Internacional de Curtas-Metragens, em São Paulo. Clique aqui para conferir a programação.


PELAS SOCIEDADES
► Dois sócios do escritório Dannemann Siemsen tomaram posse na diretoria da Associação Paulista da Propriedade Intelectual para o biênio 2009/2011. Peter Eduardo Siemsen é o novo 2º vice-presidente da ASPI. Henrique Steuer I. de Mello, o diretor cultural. A eleição da nova diretoria aconteceu em junho. A cerimônia de posse, na última terça-feira (18/8).

O escritório Azevedo Sette Advogados acaba de contratar três novos profissionais. O departamento de consultoria conta agora com a experiência de Joyl Gondin de Alencar Filho, Taciana de Oliveira Salera e Eduardo Campos Lasmar. A área tributária também ganhou reforço, com a chegada do advogado Allan Sigg.

O Emerenciano, Baggio e Associados Advogados promove no dia 26 de agosto (quarta-feira), às 10h30, workshop sobre a atual situação deficitária de alguns Fundos de Pensão. A palestra será proferida, em São Paulo, pela advogada Lucia Helena Santana D’angelo Mazará. Informações pelo telefone: (11) 3323-3795.

 é repórter da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 19 de agosto de 2009, 8h32

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 27/08/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.