Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Revisão de aposentadoria

PF vai atrás de acusados de saques fraudulentos

A Polícia Federal está cumprindo, nesta quinta-feira (30/4), 14 mandados de busca e apreensão nas cidades de Novo Hamburgo, São Leopoldo, Gravataí, Estância Velha, Capela de Santana, Dois Irmãos, Cachoeirinha e Viamão. E ainda: dez mandados de prisão temporária nas cidades de Novo Hamburgo, Estância Velha, Gravataí, Capela de Santana, Cachoeirinha e Viamão. A PF acusa um grupo de fazer saques fraudulentos de precatórios judiciais e requisição de pequenos valores na Caixa Econômica Federal – referentes a ações judiciais movidas na Justiça Federal contra a Previdência Social para revisão de aposentadorias.

A operação foi batizada de Sinos por causa da área de atuação do grupo no Vale do Sinos. Participam da operação 84 policiais federais. O grupo pode responder por estelionato, falsidade ideológica, falsificação de documento público, uso de documento falso e formação de quadrilha.

Segundo a PF, a investigação teve início em fevereiro de 2009 ano com o objetivo de desarticular o grupo. “A quadrilha obtinha as informações dos precatórios e dos RPVs em sites públicos e falsificava os documentos de identificação dos verdadeiros impetrantes das ações. Em posse desses documentos, os “laranjas” do grupo criminoso apresentavam-se à Caixa Econômica Federal e realizavam os saques antes dos reais beneficiários das ações”, afirma a Polícia Federal. *Com informações da assessoria da PF do Rio Grande do Sul.

Revista Consultor Jurídico, 30 de abril de 2009, 11h28

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 08/05/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.