Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Preço da pensão

Celso Pitta começa a cumprir prisão domiciliar

O ex-prefeito de São Paulo Celso Pitta cumpre desde quarta-feira (22/4) 30 dias de prisão domiciliar pelo não pagamento de pensão à ex-mulher Nicéia Pitta. De acordo com o advogado de defesa Remo Battaglia, Pitta procurou a Polícia Civil para oficializar e tomar ciência da decisão. A informação é da Folha Online.

A defesa de Pitta ainda aguarda a decisão da 5ª Vara da Família, do Tribunal de Justiça de São Paulo, para regulamentar as condições em que o ex-prefeito continuará a realizar o tratamento no combate a um câncer no fígado recém descoberto.

O mandado de prisão contra Pitta foi expedido no dia 1º de abril pelo juiz Francisco Antônio Bianco Neto, também da 5ª Vara da Família da Capital paulista, que informou à autoridade policial a decisão do Superior Tribunal de Justiça, de que ele deveria cumprir a pena imposta pela Justiça paulista em casa. O ex-prefeito foi condenado pelo não pagamento de R$ 155 mil referentes a pensão devida à ex-mulher.

Revista Consultor Jurídico, 23 de abril de 2009, 13h30

Comentários de leitores

5 comentários

É fumo de rolo...

Mig77 (Publicitário)

Como diz o Brechó, um amigo meu, caipira.(O nome dele é Belchior, mas se até a mãe dele o chama de Brechó, fazer o que?).
Ele diz que "casamento é igual fumo de rolo.No começo é bão de pitá, dispois você gasta pra não perder".
Não deixa de ser uma grande verdade.

Prisão (???) domiciliar...

Zerlottini (Outros)

Agora, virou moda. Os safados de alto bordo não vão pra cadeia. Ficam em casa, na "mordô". Afinal de contas, cadeia, nesta pátria amada, abandonada, salve, salve, foi feita só pros "3 P"... Os de alto bordo - quando são condenados, o que não acontece muito seguido - ficam em casa, "presos"!
Francisco Alexandre Zerlottini. BH/MG.

Prisão domiciliar?

CESAR FARIA (Outros)

Nada contra. Sempre achei absurdo esse tipo de prisão. Sou inclusive contra a banalização da prisão, que só deve ser executada em último caso. Mas, fica uma frustração. Quando advogava, nunca consegui para um cliente meu uma coisa dessas. Ou eu era mesmo um péssimo advogado ou o advogado do Pitta é bom demais. Por que a Justiça é uma só para todos e completamente imparcial, não é mesmo?

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 01/05/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.