Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Perda na advocacia

Morre o advogado criminalista Waldir Troncoso Peres

O advogado Waldir Troncoso Peres, de 85 anos, morreu na noite deste domingo, no Hospital Albert Einstein, por conta de uma insuficiência renal. Seu corpo, que já foi velado no próprio hospital até às 13h, será transportado para sua cidade natal, Vargem Grande do Sul (interior paulista). O enterro está marcado para esta terça-feira (14/4).

Considerado "lenda viva das tribunas do júri" e "príncipe dos advogados criminais do Brasil", Troncoso Peres atuou por mais de 50 anos até o ano de 2004, quando foi vítima de um AVC (Acidente Vascular Cerebral), que prejudicou a sua fala. Ele trabalhou na defesa de mais de 130 homens e mulheres que mataram seus cônjuges. Entre eles, o famoso caso do cantor Lindomar Castilho.

Em entrevista concedida ao Jornal do Advogado, ele disse que acreditava no crime por amor. E ilustrou a afirmativa citando o romancista Somerset Maughan, que tem uma imagem muito interessante a respeito do amor. Ele diz que é um sentimento tão intenso que o homem e a mulher se fundem. E que o nascimento do filho é o resultado dessa fusão. Então, quando existe a ruptura – e a ruptura em regra é unilateral –, aquele que a sofreu, que é abandonado, rejeitado, é capaz de matar.

Ele também considerava o Poder Judiciário a coluna vertebral da civilização brasileira. Na sua visão, foi o único Poder que não se contaminou, “no curso histórico, com as ditaduras que vêm destruindo o nosso país periodicamente”. Clique aqui para ler a entrevista.

A OAB de São Paulo lamentou a morte do advogado.“A Advocacia, especialmente a criminalista, perde um grande mestre, de notório saber jurídico, grande oratória e vasta cultura. Entendia que o advogado criminalista tinha de ter cultura científica, literária, filosófica e de matérias afins para que pudesse explicar os sentimentos e razões dos atos do cliente para o Júri. Deixa a grande lição da indispensabilidade do direito de defesa, do contraditório, de que o advogado criminalista garante um julgamento justo, o devido processo legal, pois defende o réu e não o crime”, afirmou o presidente da OAB paulista, Luiz Flávio Borges D´Urso.

Para D'Urso, Trancoso Peres está entre os grandes nomes da advocacia criminal, como Evaristo de Moraes, Dante Delmanto, Raimundo Paschoal Barbosa e Manoel Pedro Pimentel. “Estes advogados transformaram a advocacia criminal em arte, ao assegurar que ninguém é indigno de defesa por mais odioso que seja o crime que lhe seja atribuído”, afirma.

A Federação das Associações dos Advogados do Estado de São Paulo (Fadesp), também lamentou a morte de Troncoso Peres. Diz que ele não foi apenas um grande criminalista. “Foi um ícone da advocacia levada a sério por um homem que acreditava na capacidade do seu semelhante em ser indulgente, temperante, e, principalmente, via mortificado as misérias humanas”. Acrescentou, ainda, que ele foi referencial para todos os criminalistas e nunca esmoreceu nas causas em que atuou.

Leia a nota da Fadesp

Waldir Troncoso Peres não foi apenas um grande criminalista. Foi persiste sendo um ícone da advocacia levada a sério por um homem que acreditava na capacidade do seu semelhante em ser indulgente, temperante, e, principalmente, via mortificado as misérias humanas. Referencial para todos os criminalistas, Waldir Troncoso Peres nunca esmoreceu nas causas em que atuou. Advogado estrênuo, combativo, punha a exuberância de sua vasta cultura e profundo saber jurídico a serviço da guarda e sentinela dos direitos de seus constituintes. Orador de inigualável atilamento, tornava os júris em que atuava um espetáculo da razão humana. Waldir Troncoso Peres é insubstituível. Ocupa um lugar na história da advocacia brasileira ao lado de outros igualmente imortalizados pela atuação e contribuição que sempre viverão na memória dos pósteros.

A Fadesp — Federação das Associações dos Advogados do Estado de São Paulo, lamenta, com profundo pesar, o passamento do Advogado Waldir Troncoso Peres, e solidariza-se com a dor de seus familiares e amigos.

FADESP
Raimundo Hermes Barbosa (Presidente)
Sérgio Niemeyer (Diretor do Departamento de Prerrogativas)

Revista Consultor Jurídico, 13 de abril de 2009, 16h55

Comentários de leitores

9 comentários

UM HOMEM SEM AMBIÇÕES DE PODER

TONY (Advogado Autônomo - Criminal)

Concordamos em gênero, nùmero e caso, com os encômios à figura imorredoura do insigne advogado, homem de cultura e grande tribuno do Júri, acrescentando, todavia, mais uma qualidade ao extino colega: o Dr. Waldir troncoso Perez, embora reunisse as qualidades necessárias, não foi ávido pelo poder, o que não se pode afirmar, infelizmente, e com a devida vênia, de colegas não eminentes, que se dão à publicidade exacerbada para conseguir, sem êxito, notoriedade.
Antonio Ribeiro - escitor e advogado criminalista aposentado, por enquanto.
OAB/SP 68.195 e RG 38.832.697-SSP/SP
Rua Valdemar Martins, 692, F. (11)3858-5200, Vila Wanda, São Paulo-SP

UM HOMEM SEM AMBIÇÕES DE PODER

TONY (Advogado Autônomo - Criminal)

Concordamos em gênero, nùmero e caso, com os encômios à figura imorredoura do insigne advogado, homem de cultura e grande tribuno do Júri, acrescentando, todavia, mais uma qualidade ao extino colega: o Dr. Waldir troncoso Perez, embora reunisse as qualidades necessárias, não foi ávido pelo poder, o que não se pode afirmar, infelizmente, e com a devida vênia, de colegas não eminentes, que se dão à publicidade exacerbada para conseguir, sem êxito, notoriedade.
Antonio Ribeiro - escitor e advogado criminalista aposentado, por enquanto.
OAB/SP 68.195 e RG 38.832.697-SSP/SP
Rua Valdemar Martins, 692, F. (11)3858-5200, Vila Wanda, São Paulo-SP

PERDA IRREPARAVEL

Sergio Segurado Braz (Juiz Estadual de 2ª. Instância)

Tive o privilégio de presidir juris em que Troncoso Peres funcionava como defensor e , desde então, passei a admirá-lo como o mais brilhante advogado do juri popular. Embalado por doses de whisky,êle era altamente convincente. Apesar de famoso, jamais mostrou arrogância e era finissimo no trato. Grande Tribuno, dificil de ser substituido. Quê Deus seja misericordioso em seu julgamento. Descanse em paz com a sensação do dever cumprido à saciedade. Des. Sergio Segurado Braz TJSP

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 21/04/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.