Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Inserção social

Ex-presidiários irão trabalhar em obras da Copa

Como parte do programa "Começar de novo", ex-presidiários vão participar das obras que serão feitas para a Copa do Mundo no Brasil em 2014. O anúncio foi feito pelo presidente do Supremo Tribunal Federal e do Conselho Nacional de Justiça, ministro Gilmar Mendes, em entrevista coletiva na sede do Tribunal de Justiça de Alagoas, na sexta-feira (3/4), durante a abertura oficial do mutirão carcerário no estado. 

A medida partiu de um acordo entre o CNJ, a Confederação Brasileira de Futebol e a Federação Internacional de Futebol, que se comprometeram a usar a mão-de-obra dos egressos do sistema prisional. Segundo Mendes, essa medida “dará oportunidade aos presos evitando que eles voltem a cometer delitos”.

O termo faz parte do programa “Começar de Novo”, lançado em dezembro do ano passado, pelo Conselho, com o objetivo de sensibilizar a população e empresários da necessidade de recolocação, no mercado de trabalho, dos presos libertados após o cumprimento de penas.

O ministro lembrou que o STF foi o primeiro órgão público a participar efetivamente do programa “Começar de Novo”. Desde o início do ano, o tribunal emprega 49 egressos do sistema carcerário, dois deles no gabinete do ministro.   Com informações da Assessoria de Imprensa do CNJ.

Revista Consultor Jurídico, 4 de abril de 2009, 8h15

Comentários de leitores

2 comentários

As vítimas

Ronaldo dos Santos Costa (Advogado Sócio de Escritório)

Também poderão trabalhar, se quiserem.

e as vítimas

daniel (Outros - Administrativa)

e as vítimas ???

Comentários encerrados em 12/04/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.