Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Empenho na atuação

Corregedoria tem de saber o que acontece em tribunal

Por 

O encontro de corregedores dos tribunais do país no I Seminário sobre o Sistema Carcerário Nacional serviu para que outras discussões fossem colocadas na mesa. Uma delas é a atuação das corregedorias. O órgão tem de saber o que acontece dentro dos tribunais e fazer as correições, disse o corregedor do Conselho Nacional de Justiça, ministro Gilson Dipp, à revista Consultor Jurídico.

Para Dipp, as corregedorias apresentam falhas e não atuam como deveriam. As corregedorias, disse, devem cumprir o papel de correição, além de saber o que acontece no tribunal. Segundo o ministro, nos dois dias de encontro entre os corregedores, isso também foi conversado. Dipp afirma que os corregedores estão engajados para aprimorar as varas, incentivar os juízes de primeira instância e fazer com que os processos andem “sem que a parte tenha de implorar”.

Em vistorias e mutirões carcerários feitos pelo CNJ, foram constatadas irregularidades em alguns tribunais do país. Nessa quinta-feira (2/4), o ministro Gilmar Mendes citou o caso de alguns juízes do Piauí que recebiam os inquéritos de presos que os policiais consideravam perigosos dentro de capas pretas.

 é correspondente da Consultor Jurídico no Rio de Janeiro.

Revista Consultor Jurídico, 3 de abril de 2009, 18h54

Comentários de leitores

2 comentários

SE: a Corregedoria tem de saber...

CCB1949 (Contabilista)

Então:
este humilde internauta e leitor assíduo de CONJUR,discorreu com lealdade e boa fé sobre o fato comentado no Estadão pela Magistrada Federal do TRF3a.Região,à respeito do TRIO: PF,Juiz de Sanctis e MP,conforme texto que transcrevo agora aqui,naquele outro meu comentário de 02/04/09:
16CCB1949 (Contabilista)AULA de Direito à PF,ao Juiz De Santis e ao MP.
NA MINHA HUMILDE MANEIRA DE INTERPRETAR A DECISÃO DA MAGISTRADA FEDERAL DO TRF3a Região,ato mais sensato ou correto,seria aquele de covocar aquelas 03 autoridades públicas no gabinete de sua Excelência o Doutor Corregedor Geral do TRF3a e de viva voz, LÁ, questionar os fatos contra o trio.Nunca jamais levantar a questão nos moldes que levantado e crivado,a meu ver de fundo antético.A verdadeira técnica da sabedoria entre os Magistrados, Pf e Mp
é usar a ética.Apenas isto.
Com fiel respeito interpretativo.
João Ribeiro Padilha
76 anos de idade.
De memória fértil.
010409 quarta feira.ÀS 10H10
EM TEMPO:
Urge seja(m)feito(s)estudo(s)de ÉTICA nas UNIVERSIDADE(s)em nossa amada nação.Está em falta o respeito à ÉTICA SIM!

Saber o que se passa???

Zerlottini (Outros)

Se nem o (?)presidente(?) sabe o que se passa em volta dele, que sentido tem o sr. ministro cobrar isso de alguém, neste pobre país, jogado às traças? Aqui, ninguém sabe de nada, ninguém viu nada e ninguém fala nada... É como os três macaquinhos.
Francisco Alexandre Zerlottini. BH/MG.

Comentários encerrados em 11/04/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.