Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Critérios de conhecimento

Governo vai definir critérios para abrir arquivos da ditadura

O ministro interino da Justiça, Luiz Paulo Barreto, afirmou nesta sexta-feira (26/9) que serão definidos nos próximos dias os critérios para a abertura dos arquivos da ditadura militar. De acordo com Barreto, apenas alguns arquivos, que comprometam a segurança do estado, continuarão em segredo. A informação é do portal de notícias G1.

A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, é a coordenadora do grupo de trabalho que discute a abertura dos arquivos. O objetivo é dar o máximo de transparência aos documentos do regime militar.

O ministro da Secretaria de Direitos Humanos, Paulo Vannuchi, fez críticas aos militares ao falar da abertura dos arquivos. Ele reclamou que as Forças Armadas não responderam aos pedidos de documentos feitos pela comissão que analisa este processo. “As respostas que vieram das Forças Armadas foram insuficientes”. Ele disse esperar que o ministro da Defesa, Nelson Jobim, participe do debate para dar mais transparência aos documentos militares.

Vannuchi destacou que a intenção do governo em reabrir os arquivos não tem o sentido de um revanchismo contra os militares. “Estamos retomando este assunto sem sentimento de revanchismo nem vingança, ninguém pode ser movido a olho por olho e dente por dente”.

Revista Consultor Jurídico, 27 de setembro de 2008, 11h14

Comentários de leitores

7 comentários

Será que nos arquivos a serem abertos será most...

ERocha (Publicitário)

Será que nos arquivos a serem abertos será mostrado também o que o povo que atualmente é cúpula do governo fez? Sou a favor da punição dos criminosos da época militar. Mas há que se punir também a Dilma, o Franklin Martins e os demais que estão no governo. Ou só os militares serão punidos? Ai tem outro nome: Revanche.

Particularmente acho que é muita es...

hammer eduardo (Consultor)

Particularmente acho que é muita espuma para pouca cerveja. A "redentora" acabou oficiosamente em 1985 quando tivemos o primeiro presidente eleito que foi o "morrido" Tancredo Neves e terminou assumindo aquela "coisa" do sarney , como se ve , ja começamos muito mal. Fazendo contas rapidas , ja se vão 23 anos que a milicada "em tese" voltou para os quarteis. No periodo subsequente , os varios presidentes trataram de deixar lentamente desdentados os militares que hoje estão desorganizados politicamente , sem os ditos "lideres" de outrora e com os equipamentos em frangalhos por falta de verbas. Perigo de outra "redentora" nos dias de hoje? Diria que proximo do ZERO absoluto. Os famosos "arquivos" dos quais volta e meia gostam de falar , acredito que ja tenham sido "enxugados" cuidadosamente durante todos esses anos para se evitar situações digamos , emabaraçosas como por exemplo foi a localização daquele PORCO que detonou a bomba do Riocentro e que hoje da aulas no Colegio Militar em Brasilia bem como mais recentemente o sinistro "Dr.Tibiriçá" que torturou sem medo de ser feliz e a dias andou "surfando nas ondas" do revanchismo para depois voltar às sombras de sempre , como ele certamente outras centenas. Lembremos por fim que os "bandidos de outrora" hoje estão no "pudê" portanto fica dificil analisar corretamente. De qualquer forma , acho que no atual des-governo petralha , faltam verdadeiros "homens de calça" para futucarem no que restou do outrora vespeiro da redentora. Triste Pais que vai continuar sem uma memoria digna de assim ser chamada.

A definição de torturador, depende do lado que ...

jose brasileiro (Outros)

A definição de torturador, depende do lado que esta. A situação dos hospitais do rio de janeiro, o que e aquilo. Os brasileiros que estão nas ruas passando fome. Santa hipocrisia.....

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 05/10/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.