Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Direito escrito

Livro do ministro Gilmar Mendes ganha Prêmio Jabuti

A Câmara Brasileira do Livro (CBL) divulgou nesta terça-feira (23/9) os vencedores de 20 categorias do Prêmio Jabuti. Na categoria Melhor Livro de Direito, foram premiados Curso de Direito Tributário e Finanças Públicas — do fato à norma, da realidade ao conceito jurídico, de Eurico Marcos Diniz de Santi; Teoria Geral dos Direitos Fundamentais, de Dimitri Dimoulis e Leonardo Martins; e Curso de Direito Constitucional, do ministro Gilmar Mendes, presidente do Supremo Tribunal Federal.

O Jabuti é o mais prestigioso prêmio das letras nacionais e está na 50ª edição. Em 2008, 2.141 obras foram analisadas pela comissão julgadora do Prêmio Jabuti. Cada uma das 20 categorias é disputada por 10 finalistas, que foram definidos no dia 28 de agosto pelos votos de 60 jurados (três para cada categoria). O prêmio para o primeiro lugar é de R$ 3 mil.

Além das 20 categorias, há os prêmios especiais de Ficção e Não-Ficção, que só serão revelados na entrega do troféu, dia 31 de outubro. Os vencedores dos prêmios especiais recebem R$ 30 mil cada um, totalizando R$ 120 mil em prêmios — clique aqui para conhecer os ganhadores de todas as categorias).

Direito Constitucional

O livro Curso de Direito Constitucional (clique aqui para comprar) foi escrito pelo ministro Gilmar Mendes, em colaboração com o procurador Paulo Gustavo Gonet Branco e pelo professor Inocêncio Mártires Coelho. Ela é baseada nas aulas ministradas pelos autores nos cursos de pós-graduação do Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP) sobre Direito Constitucional.

Curso de Direito Constitucional foi lançado, oficialmente, em outubro de 2007, no Supremo Tribunal Federal. Em menos de dois meses, vendeu mais de seis mil exemplares. A obra foi publicada pela editora Saraiva e Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP).

Para comprar o Curso de Direito Tributário e Finanças Públicas — do fato à norma, da realidade ao conceito jurídico, de Eurico Marcos Diniz de Santi, clique aqui.

Revista Consultor Jurídico, 24 de setembro de 2008, 13h38

Comentários de leitores

4 comentários

Eu tinha certeza que o cultíssimo "pofessô" - s...

Júnior Brasil (Advogado Autônomo - Consumidor)

Eu tinha certeza que o cultíssimo "pofessô" - sabe-se lá de que - Armando do Prado deixaria uma de suas pérolas antijurídicas nesta matéria. Que engraçado, "pofessô": HAHAHA!

Ô fessô Armando, compra um. Quem sabe poderá me...

João G. dos Santos (Professor)

Ô fessô Armando, compra um. Quem sabe poderá melhorar seus ensinamentos.

Jabuti, não sobe em árvore. Portanto, se vê-lo ...

Armando do Prado (Professor)

Jabuti, não sobe em árvore. Portanto, se vê-lo lá, deixe-o, pois algum ministro supremo o colocou lá.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 02/10/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.