Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Verba indenizatória

TJ-SC bloqueia parte de aposentaria para pagar pensão

A tese da impossibilidade de penhora de verba alimentar pode ser deixada de lado quando o beneficiário também necessita do dinheiro para seu subsídio. Assim entendeu a 1ª Câmara de Direito Civil do Tribunal de Justiça catarinense, por unanimidade, ao determinar o bloqueio de dois terços de salário mínimo da aposentadoria de Eurides Neves da Silva em benefício de Ludgera de Souza Fernandes. A pensão se deve a um acidente de carro ocorrido no dia 29 de outubro de 1993.

Na sentença de primeira instância, o juiz da 2ª Vara Cível de Tubarão, determinou o bloqueio mensal de 30% do benefício. Incumbiu ainda o Instituto de Previdência do Estado de Santa Catarina de encaminhar relatório mensal dos rendimentos da aposentada, formalizando o depósito do valor respectivo em subconta vinculada à ação.

Em seu recurso ao TJ, Eurides alegou que os valores da aposentadoria não poderiam ser penhorados, por tratar-se de verba alimentar. Contudo, para o relator do processo, desembargador Edson Ubaldo, “ambas as verbas, aquela recebida pelo executado-agravante e a que deve ser paga à exequente-agravada tem natureza alimentar. (...), tornando possível a constrição de parte da verba de aposentadoria, para pagamento de alimentos decorrentes de ato ilícito”, finalizou o desembargador.

Processo 2007.049322-0

Revista Consultor Jurídico, 21 de setembro de 2008, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 29/09/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.