Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Centenário da morte

Machado de Assis é homenageado na Faculdade de Direito da USP

O mundo jurídico homenageia, na segunda-feira (22/9), o escritor Machado de Assis, em um evento no Salão Nobre da Faculdade de Direito da USP. O encontro faz parte das comemorações do centenário da morte do escritor. A programação começa às 19h, com a apresentação do grupo de choro Cochichando. Às 20h, acontece o lançamento do livro Doutor Machado — o direito na vida e na obra de Machado de Assis, escrito por Cássio Schubsky, editor da Lettera.doc, e Miguel Matos, diretor do site Migalhas.

A obra traz diversos personagens da área jurídica contemporâneos do escritor e passagens em que ele se utiliza do jargão jurídico para construir suas ricas figuras de linguagem. Também é destacada a atuação de Machado de Assis como funcionário público federal, com referências a minutas de contratos, anteprojetos de lei e pareceres formulados pelo escritor.

“Machado de Assis é todo Direito – em sua vida de funcionário público sobram exemplos de atuação jurídica; em suas amizades sobressaem os bacharéis; seus personagens jurídicos têm grande destaque (impressionante destaque); e a linguagem jurídica aparece em todos os recantos da vasta obra machadiana”, escreveram os autores na apresentação do livro.

O escritor carioca Machado de Assis foi de tudo um pouco: novelista, cronista, romancista, crítico literário e poeta. Ele foi observador arguto e crítico ferino da sociedade em que viveu. O homem Machado de Assis não fica atrás: foi funcionário público, jornalista e, pela ótica proposta pelos autores do livro, um jurista.

Em sua obra, usou e abusou de figuras de linguagem construídas a partir do Direito, demonstrando conhecimento profundo da matéria. Conviveu de perto com muitos juristas, emitiu pareceres eminentemente jurídicos em 35 anos de serviço público.

Revista Consultor Jurídico, 20 de setembro de 2008, 0h00

Comentários de leitores

2 comentários

Prefiro Lima Barreto e Euclides da Cunha, não b...

Armando do Prado (Professor)

Prefiro Lima Barreto e Euclides da Cunha, não bem aceitos pela plutocracia burra.

Grande Machado de Assis...Gênio

Gabriel (Estudante de Direito)

Grande Machado de Assis...Gênio

Comentários encerrados em 28/09/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.