Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Pena capital

Juiz saudita diz ser aceitável matar donos de TV imoral

O xeque Salih Ibn Al-Luhaydan, que é a mais alta autoridade do Judiciário da Arábia Saudita, afirmou que não vê problema em matar donos de canais de TV por satélite que exibem programas considerados imorais. A declaração, segundo as agências de notícias internacionais, foi feita por Al-Luhaydan em uma emissora estatal de rádio, na qual ele respondia perguntas de ouvintes.

Um dos ouvintes perguntou a opinião do juiz sobre os programas que exibiam mulheres com pouca roupa no mês sagrado muçulmano do Ramadã. Al-Luhaydan não teve dúvida em responder que esses canais são maléficos e promovem devassidão.

Existem dezenas de canais por satélite no Oriente Médio que não passam pela censura dos governos árabes. Al-Luhaydan é um conhecido clérigo linha-dura com uma legião de seguidores. Ele é o chefe do Conselho Superior de Justiça do país.

“Esses programas são um grande mal, e que os donos destes canais são tão culpados quanto os que os assistem. Eu os alerto para as conseqüências. É legítimo matar os que encorajam comportamento licencioso, se eles não podem ser detidos por outros meios. É legítimo matar aqueles que apelam para a corrupção se sua maldade não pode ser impedida com a imposição de outras penas”, afirmou o juiz.

A frase, dita semana passada, foi postada na internet e ganhou repercussão na imprensa ocidental na sexta-feira passada (12/9).

Revista Consultor Jurídico, 17 de setembro de 2008, 0h00

Comentários de leitores

3 comentários

Áh ..se Salih Ibn Al-Luhaydan sair candidato a ...

futuka (Consultor)

Áh ..se Salih Ibn Al-Luhaydan sair candidato a cargo público no Brasil êle ganha.rs

Para os srs. verem o quanto cada cultura é dife...

Gabriel (Estudante de Direito)

Para os srs. verem o quanto cada cultura é diferente da outra. Tudo depende das conjunturas e posicionamentos filosóficos.

Se o STF continuar do jeito que está, em breve ...

Quintela (Engenheiro)

Se o STF continuar do jeito que está, em breve estaremos igual aos Sauditas: Fazendo justiça com as próprias mãos.

Comentários encerrados em 25/09/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.