Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Vergonha de Mim

Protógenes responde acusações com poema Sinto Vergonha de Mim

O delegado Protógenes Queiróz, que comandou a operação que prendeu o banqueiro Daniel Dantas, respondeu com um poema de Cleide Canton e um texto de Rui Barbosa as acusações de que agentes da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) trabalharam infiltrados na PF a seu pedido. A resposta foi postada, no sábado (6/8), no seu blog.

Reportagem da revista IstoÉ diz que a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, o chefe de gabinete do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Gilberto Carvalho, 18 senadores e 26 deputados tiveram conversas gravadas e passos monitorados por um grupo de agentes da Abin na Operação Satiagraha.

A revista relata que a informação sobre os grampos foi revelada por "arapongas". Segundo a IstoÉ, ministros do Supremo Tribunal Federal e do Superior Tribunal de Justiça também foram investigados. A revista diz que o agente Francisco Ambrósio do Nascimento, da Abin, teria coordenado a equipe que fez as escutas. Conforme a reportagem, Nascimento, ex-agente do extinto Serviço Nacional de Inteligência, teria sido uma espécie de braço direito de Protógenes.

Leia o post original

RESPOSTA aos “supostos grampos”

SINTO VERGONHA DE MIM


Sinto vergonha de mim…

por ter sido educador de parte desse povo,

por ter batalhado sempre pela justiça,

por compactuar com a honestidade,

por primar pela verdade,

e por ver este povo já chamado varonil

enveredar pelo caminho da desonra.

Sinto vergonha de mim

por ter feito parte de uma era

que lutou pela democracia,

pela liberdade de ser

e de ter que entregar aos meus filhos,

simples e abominavelmente,

a derrota das virtudes pelos vícios,

a ausência da sensatez

no julgamento da verdade,

a negligência com a família,

celula-mater da sociedade,

a demasiada preocupação

com o “eu” feliz a qualquer custo,

buscando a tal “felicidade”

em caminhos eivados de derespeito

para com seu proximo.

Tenho vergonha de mim

pela passividade em ouvir,

sem despejar meu verbo,

a tantas desculpas ditadas

pelo orgulho e vaidade,

a tanta falta de humildade

para reconhecer um erro cometido,

a tantos “floreios” para justificar

atos criminosos,

a tanta relutancia

em esquecer a antiga posição

de sempre “contestar”,

voltar atrás

e mudar o futuro.

Tenho vergonha de mim

pois faço parte de um povo que não reconheço,

enveredando por caminhos

que não quero percorrer…

Tenho vergonha da minha impotëncia,

da minha falta de garra,

das minhas desilusões

e do meu cansaço.

Não tenho para onde ir

pois amo este meu chão,

vibro ao ouvir o meu Hino

e jamais usei a minha Bandeira

para enxugar o meu suor

ou enrolar meu corpo

na pecaminosa manifestação de nacionalidade.

Tenho vergonha de mim,

tenho tanta pena de ti,

POVO BRASILEIRO !



De tanto ver triunfar as nulidades,

de tanto ver prosperar a desonra,

de tanto ver crescer a injustiça,

de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus,

o homem chega a desanimar da virtude,

a rir-se da honra,

a ter vergonha de ser honesto.”

(Rui Barbosa)


Revista Consultor Jurídico, 8 de setembro de 2008, 19h36

Comentários de leitores

27 comentários

REVISTA VEJA DESMASCARA PROTÔGENES! O fiel d...

Eneas (Advogado da União)

REVISTA VEJA DESMASCARA PROTÔGENES! O fiel depositário Na véspera de ser afastado da Satiagraha, Protógenes Queiroz enviou ao juiz Fausto de Sanctis um "pedido de guarda e uso" dos veículos apreendidos na operação: dezesseis carrões e uma moto. Só do megaespeculador Naji Nahas, requereu ser o "fiel depositário" de dois Porsche 911 (2004 e 2001), um Mercedes-Benz E320 (2004) e um Audi Q7 (2007). Os veículos seriam usados por Protógenes e pelos "membros e familiares dos policiais que integraram a equipe de investigação". O juiz não respondeu ao pedido. PROTÓGENES??? TÔ FORA!!!

É importante que as autoridades contenham os se...

arno (Bacharel)

É importante que as autoridades contenham os seus ímpetos e tenham a humildade para reconhecer os erros e passem a trabalhar pelo Brasil e não para massagear o ego em constantes exposições públicas. A Polícia Federal certamente cometeu excessos mas sempre no firme propósito de acertar e cumprir o seu dever. O Delegado Protógenes e o Juiz de Sanctis são vítimas da arrogãncia e de interesses nada elogiáveis do supremo ministro gm, que arrastou o Pretório Excelso para a lama, na opinião do povo brasileiro, infelizmente o povo não pode manifestar o seu pensamento. Faltou escola, sobrou corrupção.

As atitudes egoistas e precipitadas do supremo ...

arno (Bacharel)

As atitudes egoistas e precipitadas do supremo ministro gm causaram danos irreparáveis à credibldade, já abalada do poder judiciário, como disse aquele elemento republicado democrático de direito da turma do daniel dantas "o problema é a primeira e segunda instância", pelo andar das coisas alguém pode vir a acreditar que ele conhecia bem o judiciário. O

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 16/09/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.