Consultor Jurídico

Artigos

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Farra no Estado

Não é porque um caso é mais recente que outro deve ser abafado

Por 

No noticiário, sumiu a Operação Satiagraha, aquela que envolve o banqueiro Daniel Dantas. Há coisas estranhas no inquérito, que vão do uso como carro de passeio de um veículo de alto luxo, exclusivo para diligências policiais, até gravações de telefones do Palácio do Planalto. Mas há indícios de crime e o caso não pode ser esquecido só porque surgiu outro caso, tão grave quanto ele.

O monitoramento do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, é gravíssimo, mas não mais grave que o monitoramento do presidente da República. A Operação Satiagraha grampeou o chefe do Gabinete Civil da Presidência, Gilberto Carvalho, que fala com Lula “n” vezes ao dia. Se Carvalho foi grampeado, Lula também o foi. E é extremamente séria – portanto, não pode ser esquecida – a acusação de que emissários do banqueiro Dantas tentaram subornar um delegado da Polícia Federal. A versão oposta, de que os delegados é que pediram suborno, também é grave e tem de ser investigada.

Há uma série de fatos escabrosos, que chegam a colocar em risco a estabilidade política do país, que tem de ser esclarecida. Não se pode suspender a investigação de um para cuidar do outro. Não é porque um caso é mais recente que o outro que deve ser abafado. É preciso investigá-los todos e levá-los à Justiça.

O ministro Jorge Félix, do Gabinete de Segurança Institucional, diz que as investigações vão revelar muito jornalista vendido. Ótimo: se a imprensa pretende manter sua credibilidade, esta é mais uma investigação que tem de ir até o fim.

Confiança 1

Ao afastar o delegado Paulo Lacerda do comando da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), o presidente Lula repete uma decisão do presidente Itamar Franco. Quando o ministro Henrique Hargreaves sofreu acusações, Itamar afastou-o temporariamente (como aconteceu agora com Lacerda), aguardou o resultado das investigações, que o inocentaram, e o levou de volta ao Ministério. Lula confia em Lacerda e tem certeza de que, passado o temporal, poderá tê-lo de volta.

Confiança 2

O presidente Lula confia também no bom comportamento da oposição. No sábado, surgiram as denúncias de que os telefones dos senadores Arthur Virgílio, Tasso Jereissati e Álvaro Dias também tinham sido grampeados por órgãos governamentais. Só hoje a Executiva Nacional do PSDB, partido dos três senadores, discute o assunto (se não houver adiamento). E o senador Heráclito Fortes, DEM do Piauí, presidente da Comissão Mista do Congresso de Controle de Órgãos de Inteligência, convocou reunião para mais adiante. Um dia, com certeza, as comissões de controle vão discutir o descontrole.

 é jornalista, consultor de comunicação e especialista em gerenciamento de crises.

Revista Consultor Jurídico, 3 de setembro de 2008, 0h00

Comentários de leitores

3 comentários

Muito boa e bem lembrado para aqueles que parec...

futuka (Consultor)

Muito boa e bem lembrado para aqueles que parecem gostar de só lembrar da última reportagem da mídia. Não se esqueçam do que aqui diz o Sr Brickmann com muita sabedoria: "A Operação Satiagraha grampeou o chefe do Gabinete Civil da Presidência, Gilberto Carvalho, que fala com Lula “n” vezes ao dia. Se Carvalho foi grampeado, Lula também o foi. E é extremamente séria" -e ..mesmo que não acreditem 'alguns' que se dizem representantes da sociedade,, quero que saibam vcs não me representam! - Portanto parabéns ao senhor Carlos jornalista, reiteradamente, e que aqui quero louvar - pois de fato - êle representa nesse momento aqueles que não têm 'VOZ'

Do DANIEL DANTAS não dá pra esqueçer. E a ...

Ticão - Operador dos Fatos ()

Do DANIEL DANTAS não dá pra esqueçer. E a internet fará o favor de fazer o trabalho que a grande imprensa não faz. O CONJUR deveria ir checar as quantas anda o processo da TENTATIVA DE SUBORNO. A ultima notícia era que tinha indicação de testemunha até da Itália. .

Outro dia li que os escândalos do governo são c...

E. COELHO (Jornalista)

Outro dia li que os escândalos do governo são como lenços de papel descartáveis, você puxa um e já tem outro saindo junto da caixa. Parece que o povo está anestesiado ao considerar tudo isso normal.

Comentários encerrados em 11/09/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.