Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Frase vetada

Juiz proíbe Kassab de usar expressão o presidente já tá junto

O atual prefeito e candidato à reeleição em São Paulo, Gilberto Kassab, não poderá veicular na sua propaganda eleitoral a expressão “o presidente já tá junto”. A decisão é do juiz da 1ª Zona Eleitoral de São Paulo, Marco Antonio Martin Vargas.

O juiz Martin Vargas considerou que as inserções, na forma como estavam sendo veiculadas, transmitiam a idéia de que o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, estava dando apoio ao prefeito e candidato à reeleição Gilberto Kassab (DEM), “com a intenção de iludir e viciar a avaliação do eleitor”.

Conforme a sentença, a propaganda não destaca as parcerias existentes entre as esferas federal e municipal, como argumentava a situação.

“O emprego da expressão ‘o Presidente já tá junto’ tem a nítida intenção de demonstrar a adesão deste à candidatura de Gilberto Kassab, sobretudo porque a referida expressão completa a valoração que é feita ao segundo representado (Kassab) como um bom prefeito", afirmou o juiz.

A finalidade da norma contida no artigo 54 da Lei 9.504/97, de acordo com ele, é “proibir qualquer modo de vinculação de cidadão filiado a um partido à candidatura de outro filiado a partido diverso”, encerrou.

A decisão atende representação da coligação Uma Nova Atitude Para São Paulo (PT, PRB, PTN, PC do B, PSB E PDT), que pediu a cessação da publicidade, veiculada desde o dia 28 de agosto. No pedido, a coligação argumentava que Kassab fazia uso indevido da figura presidencial. A defesa do atual prefeito da capital paulista alegou que o presidente apoiaria o município por conta das parcerias diretas mantidas com o governo federal e com o governo estadual.

Revista Consultor Jurídico, 3 de setembro de 2008, 12h38

Comentários de leitores

2 comentários

Pouco pretensioso o 'rapá'..rs

futuka (Consultor)

Pouco pretensioso o 'rapá'..rs

1º.- O presidente não é candidato a prefeito ; ...

A.G. Moreira (Consultor)

1º.- O presidente não é candidato a prefeito ; 2º.- O presidente não negou que está junto e nem reclamou à justiça eleitoral ; 3º.- Juiz com preferências partidárias não pode exercer função eleitoral ! ! !

Comentários encerrados em 11/09/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.