Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Visita cordial

Desembargador gaúcho explica contato com as Farc

Por 

O desembargador Rui Portanova, do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, admitiu que manteve contato com membros das Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) em 2001. Em entrevista à revista Consultor Jurídico, o desembargador explicou que recebeu um dirigente da organização que estava em visita ao estado durante o governo do petista Olívio Dutra (1998-2002).

Portanova foi citado em reportagem da revista colombiana Cambio, que descreve relações entre dirigentes do grupo guerrilheiro colombiano com destacadas figuras do governo federal brasileiro, membros do Legislativo, do Judiciário e com diversas autoridades. Os relatos têm como base mensagens achadas no computador do ex-porta-voz internacional da guerrilha Raúl Reyes, morto em março passado — leia a reportagem. Não há na reportagem mensagens diretas de brasileiros para Reyes.

Mensagem enviada por e-mail de Mauricio Malverde para Raul Reyes cita o desembargador: “O juiz Rui Portanova, nosso amigo, nos explicou que queria ir aos acampamentos, receber lições e conhecer a vida das Farc. Ele paga a viagem”, escreveu Malverde. O desembargador não fez reparos à mensagem. Ele disse não se lembrar do nome do visitante colombiano.

A visita à sede do governo gaúcho, em 2001, foi feita por Hernán Ramirez, que não se deixou fotografar e ficou reunido por mais de uma hora com o então governador Olívio Dutra.

“O dirigente queria conhecer um desembargador ligado a causas sociais e eu fui indicado. Por isso, o recebemos. Conversamos sobre visitar a Colômbia e conhecer a realidade deles, até como uma gentileza, já que eles vieram ao nosso encontro”, esclareceu.

Rui Portanova disse que, depois, teve medo e desistiu da viagem. “Eu até tinha milhagens para gastar, mas a viagem não aconteceu e não conheço a Colômbia até hoje.”

 é repórter do site Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 31 de julho de 2008, 21h33

Comentários de leitores

23 comentários

Ôps! Melhor esclarecendo: para a Matricida/Pa...

Richard Smith (Consultor)

Ôps! Melhor esclarecendo: para a Matricida/Parricida, claro.

Ô Bira: visita "humanitária" ou visita ínti...

Richard Smith (Consultor)

Ô Bira: visita "humanitária" ou visita íntima? Um abraço.

Viva o judiciário tupiniquim! Falando nisso,...

Comentarista (Outros)

Viva o judiciário tupiniquim! Falando nisso, por onde andam os fervorosos defensores do nosso tão produtivo, célere e "justo" judiciário?!? Digerindo a homenagem unânime que o STF fez ao Gilmar Mendes por ocasião da "crise" criada pelo desobediente recalcitrante?!? Vamos lá, viuvinhas... Apareçam! Hehehe.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 08/08/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.