Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Objetos de luxo

Justiça arrecada R$ 1,9 milhão no leilão de bens de Abadia

O novo leilão dos bens do traficante colombiano Juan Carlos Ramírez Abadia, que aconteceu na última quinta-feira (17/7), rendeu R$ 1,9 milhão. Foram leiloados 72 objetos de luxo, entre eles, lancha, relógios, canetas e óculos. Abadia foi condenado pela Justiça Federal de São Paulo a 30 anos, cinco meses e 14 dias de prisão por formação de quadrilha, lavagem de dinheiro e falsificação de documentos.

Além do leilão presencial, foram feitos também lances eletrônicos por meio do site do Ministério da Justiça e por telefone. As vendas online permitiam a visualização dos itens, com fotos e descrições que mostravam as condições dos produtos.

O dinheiro arrecadado irá para uma conta corrente aberta pela Justiça. Uma parte ficará aplicada até a conclusão do processo de julgamento do réu e a outra irá para associações de assistência social.

No primeiro leilão, os bens do traficante renderam R$ 1,1 milhão. Todos eles foram apreendidos durante a Operação Farrapos, que prendeu Abadia, considerado um dos maiores traficantes do mundo. A prisão aconteceu em agosto do ano passado em um condomínio fechado no bairro de Aldeia da Serra, na Grande São Paulo.

Depois de dois anos e meio de investigações, policiais federais chegaram à conclusão que traficantes colombianos transportam grande quantidade de drogas para a Europa e para os Estados Unidos. O lucro chegava ao Brasil, saindo da Espanha e do México, e passava pelo Uruguai. Na ocasião, a PF afirmou que o ciclo da lavagem de dinheiro era completado por Abadia, aproveitando-se de investimentos no ramo imobiliário (hotéis e mansões), industrial e na aquisição de veículos.

Revista Consultor Jurídico, 19 de julho de 2008, 12h51

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 27/07/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.