Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Informação Jurídica

Cobertura da operação grampo bate recordes na ConJur

Por 

A notícia com o primeiro relatório da Polícia Federal sobre a caça a Daniel Dantas foi a mais lida na Consultor Jurídico nesta semana. Desde que foi publicado na segunda-feira (14/7), o texto foi procurado por 20.790 leitores, segundo medição do Google Analytics. Evidentemente, o que despertou a curiosidade dos leitores foi a divulgação em primeira mão de um relatório da Polícia Federal sobre a Operação Satiagraha.

Ainda que se tratasse de uma versão parcial das investigações que levaram Daniel Dantas à cadeia, foi a primeira vez que se conheceu, na íntegra, o roteiro da operação da PF contra Dantas.

A atenção dos leitores é a melhor recompensa ao esforço desta revista eletrônica para apresentar dentro de um enquadramento jurídico as informações sobre o caso que abalou as relações entre os poderes da República e mais intensamente as relações entre as diversas forças que atuam na administração da Justiça.

Deflagrada dia 8 de julho, a operação da PF contra o banqueiro rendeu, desde então, 77 textos na revista Consultor Jurídico. Além da reportagem mais lida da semana, o caso rendeu também o texto mais comentado no site: a reportagem Juízos em conflito — Para Gilmar Mendes, juiz desobedeceu ordem do Supremo, sobre a concessão do segundo Habeas Corpus a Daniel Dantas pelo presidente do STF, até o início desta sexta-feira teve 402 comentários.

Os leitores tiveram acesso, através das páginas da ConJur, ao inteiro teor dos principais documentos referentes ao caso Daniel Dantas. Além de dois relatórios da Operação Satiagraha, um assinado pela delegada Karina Murakami Souza e outro pelo delegado Protógenes Queiroz, foram publicadas as duas ordens de prisão contra o banqueiro decretadas pelo juiz Fausto Martin de Sanctis, bem como as duas decisões do ministro Gilmar Mendes concedendo os Habeas Corpi que devolveram Dantas à liberdade.

Também foi dada divulgação à íntegra da denúncia de tentativa de suborno apresentada pelo Ministério Público Federal contra Daniel Dantas, Humberto Braz e Hugo Chicaroni, bem como a decisão do juiz Fausto Martin de Sanctis aceitando a denúncia.

Desatado o debate acerca do confronto das decisões do ministro Gilmar Mendes e do juiz Fausto de Sancits, a ConJur acompanhou intensa distribuição de notas de apoio e repúdio a um e a outro. No final da guerra — se é que ela chegou ao final — foram publicadas 13 noticias registrando os apoios ao juiz De Sanctis e oito de apoio ao presidente do Supremo.

Palco do ato de solidariedade dos advogados a Gilmar Mendes, a ConJur cobriu e deu igual destaque ao ato de desagravo que juízes e promotores fizeram ao juiz no Fórum Criminal Federal de São Paulo.

 é diretor de redação da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 19 de julho de 2008, 0h00

Comentários de leitores

8 comentários

Parabéns ao Senhor Maurício Cardoso e a toda a ...

Roger (Bacharel)

Parabéns ao Senhor Maurício Cardoso e a toda a redação da revista Consultor Jurídico pelos números apresentados. De fato esse veículo de comunicação merece o sucesso. Afinal, além da ótima informação, da qualidade e agilidade do site, é propício ao debate de temas centrais da sociedade brasileira. Que esses números cresçam cada vez mais e que sejam acompanhados pelo nível dos debates.

PAECAR, até onde sei, foi um sindicalista que...

Cidadã brasileira (Funcionário público)

PAECAR, até onde sei, foi um sindicalista que propôs. Isso vai dar em nada. Ele é pobre mortal como nós. Até pq, não é caso de impeachment. Até pq, o senado está com medo. É muita gente envolvida com DD. A república está com medo. Nesse caso, não tem oposição nem situação. PT, PSDB e DEMo estão no mesmo barco. Temos que nos confomar. A maior punição que DD teria foi a exposição pública com algemas no Jornal Nacional. É só. Você viu como funciona. Esamaga-se o delegado, colaca-se o juiz sob suspeição e "Deixa com está para ver com o é que fica".

Faço coro com o "pobre mortal" até porque també...

paecar (Bacharel)

Faço coro com o "pobre mortal" até porque também sou um pobre mortal (acho que é por isso que nos deixam existir). Mas Conjur, por favor, publique algo sobre o pedido de impedimento do GM. Já foi feito, sabiam?!

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 27/07/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.