Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Transparência comprometida

PTB pede volta do voto secreto na Assembléia Legislativa do PR

O PTB quer restabelecer o voto secreto na Assembléia Legislativa do Paraná. Para tanto, está questionando no Supremo Tribunal Federal os efeitos do artigo 56 da Constituição estadual. O texto estabelece que todas as pautas votadas na Assembléia Legislativa local sejam apreciadas pelo voto aberto.

A ADI integra uma estratégia dos partidos de oposição ao governador Roberto Requião (PMDB-PR) que tenta indicar um irmão para ocupar uma vaga de conselheiro no Tribunal de Contas do estado. O voto aberto permitiria ao governante pressionar os deputados em plenário.

O texto da ADI argumenta que falta simetria da Constituição estadual com os preceitos estabelecidos pela Constituição Federal, que prevê o voto fechado na eleição dos conselheiros do Tribunal de Contas da União.

“Em algumas hipóteses, o voto aberto, ao contrário do que se imagina, acaba por criar entrave à manifestação real do pensamento do representante popular eleito para o parlamento”, diz a ADI.

O pedido foi encaminhado ao advogado-geral da União e ao procurador-geral da República, que terão cinco dias para produzir pareceres opinando sobre a questão.

ADI 4.104

Revista Consultor Jurídico, 10 de julho de 2008, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 18/07/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.