Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Matemática imprecisa

TSE rejeita contas do PMDB de Minas Gerais

O Tribunal Superior Eleitoral confirmou nesta quinta-feira (3/7) a rejeição da prestação de contas do Comitê Financeiro do PMDB de Minas Gerais, referentes às eleições de 2006.

De acordo com o ministro Joaquim Barbosa, relator do processo, a prestação de contas é um ato administrativo e que não pode ser discutido em recurso, de acordo com a jurisprudência do TSE.

A prestação de contas já havia sido recusada pelo Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais. O relatório foi rejeitado devido à ausência de emissão de recibos eleitorais e a permanência de falhas graves que comprometem a regularidade do conteúdo da prestação. O partido recorreu, mas o TRE mineiro manteve sua decisão.

No TSE, o PMDB apresentou recurso alegando que o artigo do regimento interno do TRE, que levou à rejeição das contas, não tem vigência frente à Constituição Federal.

AI 9.168

Revista Consultor Jurídico, 4 de julho de 2008, 1h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 12/07/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.