Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Dano estético

Médica terá de indenizar paciente por erro em cirurgia

Se comprovado o erro médico, o plano de saúde, a clínica ou hospital onde os procedimentos forem realizados não estão sujeitos ao pagamento de indenização ao paciente. Quem deve pagar pelo erro, segundo a Justiça, é apenas o médico que fez a cirurgia e errou.

O entendimento é do juiz Wanderley Salgado de Paiva, da 30ª Vara Cível de Belo Horizonte, ao julgar parcialmente procedente o pedido de indenização feito por uma advogada. O juiz condenou a médica e absolveu o plano de saúde, o hospital e a clínica onde a paciente se submeteu ao primeiro procedimento. Cabe recurso.

O juiz Salgado de Paiva assinalou que os males sofridos pela advogada ocorreram por conta de suposto “erro médico” na execução da cirurgia, o que não envolveu o corpo de auxiliares, equipamentos das salas de cirurgia ou ocorrência de infecção hospitalar. Desse modo, “não se pode imputar qualquer responsabilidade à clínica ou ao hospital”, justificou.

Paiva destacou também que a médica que realizou a intervenção foi contratada diretamente pela paciente e que não era vinculada ao hospital ou à clínica, sendo a relação entre as partes de mero credenciamento para utilização das dependências. O juiz advertiu que, partindo do pressuposto que cirurgia plástica é obrigação de resultado e verificando as conclusões periciais, que a médica falhou tecnicamente de forma significativa, o que configurou o erro médico.

Completou o juiz que o pedido de danos emergentes não procede porque deve ter relação direta com a diminuição do patrimônio da vítima, por conta dos efeitos causados pela cirurgia. O que, segundo ele, não ocorreu.

Processo: 0024.04261531-0

Revista Consultor Jurídico, 3 de julho de 2008, 15h08

Comentários de leitores

1 comentário

Por qual razão nunca publicam nome de médicos?

Lisete (Outros)

Por qual razão nunca publicam nome de médicos?

Comentários encerrados em 11/07/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.