Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Revistas e pilhas

Atriz chinesa é denunciada por furto em loja de aeroporto

Por 

A mais famosa atriz chinesa de Hollywood, Bai Ling, 41 anos, foi denunciada pelo Ministério Público por furto de bens no valor de US$ 16,00 de uma loja do Aeroporto Internacional de Los Angeles. As informações são do site Findlaw.

Ela foi presa sob acusação de ter furtado da loja duas revistas sobre celebridades e duas cartelas de pilhas. Para tentar melhorar sua situação, ela confessou o crime e concordou em comparecer na Corte de Los Angeles no dia 5 de março. A atriz apareceu em dois filmes recentes feitos nos Estados Unidos: “O Corvo” e “Anna e o Rei”. Também brilhou na série de TV “Lost”.

A imprensa de celebridades dos EUA noticia que Bai Ling deve basear sua defesa em um laudo psiquiátrico. Ela deve sustentar na Justiça, segunda a imprensa americana, que sofre de depressão e o furto ocorreu em um “acesso incontrolável” no aeroporto.

 é repórter especial da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 18 de fevereiro de 2008, 10h34

Comentários de leitores

2 comentários

Essa senhora está sentindo falta da miséria. Ve...

Luís da Velosa (Bacharel)

Essa senhora está sentindo falta da miséria. Vejam só! Pode ser uma "esquizofreniazinha". Algumas celebridades são afetadas por esse "mal difuso" (dizer os entendidos que o mundo será deles, dos esquizofrênicos). Então, pronto!

Quando ocorre o furto/roubo por uma pessoa famo...

In dubio pró Reo, In dubio pro libertate ou in dubio pró societ (Estudante de Direito - Criminal)

Quando ocorre o furto/roubo por uma pessoa famosa ou rica, sim pois não necessáriamente a pessoa reúne sempre os dois adjetivos, se é que se pode se chamar assim, muitos famosos não tem dinheiro para pagar o seu aluguel. Passo a pensar, quando estão nesta condição a exemplo do Ronaldo Esper e um membro do Igreja Judaica, bem como a própria celebrida acima citada no artigo, então trata-se de problemas psicológicas, depressão. Uma boa saída, quando um pobre filho da p ou mesmo uam P. ou negro rouba um pote de margarina ou bebe uma cachaça dentro de um estabelecimento, os mesmos amargam meses e até anos para serem julgados. É bem aquilo mesmo trata-se os iguais como os iguais e os desiguais como os desiguais, vá entender a JUSTIÇA!!!!! Mas eu acredito nela mesmo assim, pois o problema não esta na Justiça e sim a forma e o meio pela qual ela é acessada. claudionei_santa_lucia@hotmail.com

Comentários encerrados em 26/02/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.