Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Reflexos do Real

Reajuste de 11,98% para servidores do TRT-2 é mantido

Está mantido o reajuste de 11,98% para os servidores do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (São Paulo), decorrente da conversão de seus vencimentos em URV, na época da implementação do Plano Real. A decisão é da ministra Ellen Gracie, presidente do Supremo Tribunal Federal.

Ellen Gracie negou o pedido de liminar da União que tentava suspender a decisão que beneficiou os servidores. A Advocacia-Geral da União afirmou haver desrespeito a decisão do Supremo Tribunal Federal no julgamento da Ação Direta de Inconstitucionalidade 1.797, porque as instâncias inferiores não limitaram o reajuste ao período determinado pelo STF.

Em 2000, ao analisar a ADI 1.797, o Supremo decidiu que é devida aos servidores públicos a compensação dos 11,98% em virtude de perda monetária salarial na conversão da URV para o Real entre abril de 1994 e dezembro de 1996.

Mas, segundo Ellen Gracie, o Supremo retificou e complementou o entendimento firmado no julgamento da ADI 1.797, “declarando o direito dos servidores do Poder Judiciário à incorporação dos 11,98%”.

O mérito da Reclamação ainda será julgado pelos ministros do Supremo.

RCL 5.677

Revista Consultor Jurídico, 7 de fevereiro de 2008, 0h00

Comentários de leitores

1 comentário

Na minha convicção a Decisão foi correta em man...

Moacyr Pinto Costa Junior (Advogado Associado a Escritório)

Na minha convicção a Decisão foi correta em manter o reajuste aos Servidores do T.R.T - 2ªRegião, posto que, sou conhecedor da labuta, esmero e eficiência destes Servidores.

Comentários encerrados em 15/02/2008.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.