Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Próximo ao cidadão

Juiz sai de gabinete e faz audiência em zona rural e bar

Para acelerar o julgamento de mais de 3 mil processos, um juiz do interior de Mato Grosso do Sul está mudando a rotina do Judiciário. As audiências estão sendo feitas bem longe do Fórum, no meio da comunidade, onde estão os problemas. Até um bar foi usado como sala de audiência. A reportagem é do portal de notícias G1.

Mais da metade da população de Terenos mora na zona rural. Como o acesso ao Fórum é difícil por causa das distâncias, o único juiz da cidade decidiu levar a Justiça até a comunidade. “Não há ligação do campo com a cidade regular para que a pessoa possa vir normalmente”, diz o juiz José Berlange.

Ele e os assessores saem do gabinete e enfrentam a estrada de terra. Até um vilarejo conhecido como Ponte do Grego, o trajeto tem 42 quilômetros. “Quando falaram que a Justiça viria até nós, achamos um fato inédito”, diz Zélia Flores.

Um dos processos julgados se arrastava há mais de 12 anos. Era uma disputa de terra entre um fazendeiro da região e posseiros. Em uma audiência que durou mais de quatro horas, na zona rural, foi tomada a decisão: o dono da área vai receber 20% do valor dos lotes e o restante em dez parcelas. Silvio da Cunha, que vive há nove anos em um dos lotes invadidos, aprovou o desfecho do conflito. “Agora é só pagar e usufruir”, diz ele.

A próxima etapa da Justiça de Terenos vai ser em um assentamento de reforma agrária onde 900 famílias brigam pela posse de lotes.

Revista Consultor Jurídico, 26 de setembro de 2007, 17h32

Comentários de leitores

9 comentários

Este juiz, José Berlange, prova, com isso, que ...

Miguel Godinho Bastida (Estudante de Direito)

Este juiz, José Berlange, prova, com isso, que a Justiça pode ser cega, mas não precisa ser tetraplégica, e que pode e deve fazer-se acessível à população, que paga, com pesada carga tributária, a manutenção da máquina jurídica, que mostra-se emperrada pelo excesso de processos somado à comodidade de alguns Meritíssimos que aquartelam-se em seus gabinetes, blindados contra a presença de populares, endeusando-se; ao invés de honrar a Jurisdição outorgada pelo Estado, usando a criatividade para solucionar questões que adormecem nas prateleiras dos fóruns nacionais. Este Juiz, José Berlange, mostrou, com sua atitude, que, com boa vontade dos juízes, a Justiça pode tornar-se ágil e ser alcançada por aqueles que a buscam para solucionar os conflitos gerados pelas relações sociais.

Olá, olhem que maravilha. É um exemplo a ser se...

Antônio Carlos de Quadros (Advogado Sócio de Escritório)

Olá, olhem que maravilha. É um exemplo a ser seguido, pois nem mesmo quando se peticiona para que procedam diligências os juízes costumam deferir, que dirá ele próprio sair do gabinete juntamente com o séquito. Parabéns.

Um exemplo.

Marcelo Augusto Pedromônico (Advogado Associado a Escritório - Empresarial)

Um exemplo.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 04/10/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.