Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Inscrições gratuitas

TRT paulista inicia ciclo de estudos nesta terça-feira

A Escola da Magistratura do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região inicia, nesta terça-feira (11/9), o Ciclo de estudos sobre Direito Processual Constitucional. O evento, que vai até novembro, acontece no auditório do Fórum Trabalhista Ruy Barbosa, a partir das 18h30.

Na primeira palestra, a professora e presidente do Instituto Brasileiro de Direito Processual, Ada Pellegrini Grinover abordará “A transição metodológica no Direito Processual. Do conceitualismo ao acesso à Justiça. Tendências contemporâneas”.

As inscrições para o Ciclo de estudos são gratuitas e devem ser confirmadas na Secretaria da Escola. Os participantes que freqüentarem, no mínimo, três aulas receberão certificados de participação.

Confira a programação

11 de setembro

A Transição Metodológica no Direito Processual. Do Conceitualismo ao Acesso à Justiça. Tendências Contemporâneas

Professora Ada Pellegrini Grinover

27 de setembro

Aspectos Jurídicos e Políticos do Acesso à Justiça

Professor Walter Piva Rodrigues

4 de outubro

O Devido Processo Legal

Professor José Ignacio Botelho de Mesquita

6 de novembro

A Independência dos Juízes

Professor Dalmo de Abreu Dallari

Serviço

Evento: Ciclo de estudos sobre Direito Processual Constitucional

Data: 11 e 27 de setembro, 4 de outubro e 6 de novembro.

Local: Auditório do Fórum Trabalhista Ruy Barbosa — Av. Marquês de São Vicente, 235 — 1º subsolo.

Informações: Secretaria de Assessoramento em Comunicação Social do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT-SP) — 11 3150-2069/3150-2084

Revista Consultor Jurídico, 11 de setembro de 2007, 0h00

Comentários de leitores

1 comentário

Sugiro em vez de temas estritamente técnicos, f...

allmirante (Advogado Autônomo)

Sugiro em vez de temas estritamente técnicos, filosóficos ou científicos. Históricos são importantes também. Como se originou a justiça do trabalho? Veio do trabalhador, ou de um patrão? Demagogo? Musso foi demagogo? Será por também isso que os italianos o penduraram no posto de gasolina, de cabeça para baixo? Quanto ao trabalho, cmo chegar ao capital se for sem ele? Seria o capital apenas extensão do trabalho? Seriam os terráqueos todos trabalhadores e capoitalisas ao mesmo tempo? Maybe. Se e=mc2, o materialismo não tem, sequer, objeto. Tchau, Marx.

Comentários encerrados em 19/09/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.