Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Encrenca eleitoral

Rosinha e Garotinho são indiciados por compra de votos

Depois de uma investigação que durou um ano e cinco meses, a Polícia Federal do Rio indiciou por crime eleitoral o casal e ex-governadores Rosinha e Anthony Garotinho; o deputado federal Geraldo Roberto Siqueira, conhecido como Geraldo Pudim (PMDB-RJ); e o deputado estadual Álvaro Lins (PMDB), ex-chefe da Polícia Civil do Rio.

O inquérito, com centenas de horas de gravações, fotografias, filmagens e até quebra do sigilo de e-mails, foi enviado esta semana ao procurador-geral da República, Antônio Fernando de Souza, em Brasília. Para evitar vazamentos, um delegado entregou o documento em mãos. Caberá ao procurador-geral a decisão de enviar a investigação ao Supremo Tribunal Federal, já que o deputado federal Geraldo Pudim tem foro especial.

Os quatro são acusados de beneficiar um grupo formado por excedentes de um concurso para inspetor de Polícia Civil, em troca de votos nas últimas eleições. Cada um dos aprovados teria se comprometido, segundo as investigações, a conseguir até 50 votos para os candidatos Pudim e Lins. Pelo menos 300 excedentes foram incorporados aos quadros da Polícia Civil. A reportagem é do jornal O Globo.

O esquema montado com objetivo de captar votos dos excedentes tinha alicerce no Palácio Guanabara, segundo a PF. As ordens para o aproveitamento de parte dos candidatos aprovados no concurso de 2005, mas classificados além das 250 vagas oferecidas, eram repassadas “pessoalmente” pelo ex-governador Anthony Garotinho para Álvaro Lins, segundo inquérito iniciado a partir de provas reunidas pela PF nas operações Gladiador e Hurricane.

Ex-chefe de Polícia Civil, Lins aparece numa interceptação telefônica feita pela PF acertando, com Garotinho e Pudim, estratégias para garantir os votos dos excedentes. No diálogo, gravado em 12 de agosto passado, Lins pergunta a Garotinho sobre o “negócio dos garotos”. Garotinho responde: “É, eu vou fazer. Pudim vai fazer”. O trecho, segundo a PF, se refere à mudança no edital que permitiu a contratação de parte dos excedentes.

A investigação aponta fortes indícios de que os quatro indiciados teriam supostamente agido para prejudicar a candidatura do ex-deputado federal Josias Quintal, que ocupou o comando da Secretaria de Segurança no governo Garotinho. A PF constatou que, para evitar a eleição de Josias, vários policiais civis indicados para postos chaves pelo ex-secretário foram transferidos. A decisão “teria sido do próprio Garotinho”, como afirmam policiais federais.

Revista Consultor Jurídico, 6 de julho de 2007, 17h53

Comentários de leitores

5 comentários

E ao Tadu, posso ajudar, informando: Bolsa Fami...

dinarte bonetti (Bacharel - Tributária)

E ao Tadu, posso ajudar, informando: Bolsa Familia foi idealizada por FHC, em apoio a uma concepcao de Betinho, um martir brasileiro, que sentia pena de quem passava fome. Se o sr. Tadu tiver condicoes psicologicas, podera perceber que quem passa fome, nao consegue estudar, nao consegue aprender oficio, e sera fonte de futuros bandidos, guerrileiros, e que tais. Depois disso, talvez o sr. passe a entender a importancia de tais programas sociais. Quem reelegeu Lula nao foi o Bolsa Familia, mas melhor distribuiçao de renda, inflacao mais baixa, e um pouco menos de injustiça social

outra maravilhosa ação da Policia Federal, reno...

dinarte bonetti (Bacharel - Tributária)

outra maravilhosa ação da Policia Federal, renovada. Parece que bandidos travestidos de politicos, começam a ter seus destinos menos gloriosos, ha medida que sao pegos com a boca na botija. Pena que o TRE, fonte de decisões polemicas, errou mais uma vez, ao permitir que Garotinho e Garotinha dessem andamento à sua campanha, já que entao tornados inelegiveis. Mas, no Brasil, por incrivel que pareça, começa a valer a maxima: a justiça tarda mas nao falha.

O que é a bolsa familia? É uma forma de compra ...

Tadu (Auditor Fiscal)

O que é a bolsa familia? É uma forma de compra de voto ou não? Gostaria de saber por que não indiciam o Lula por compra de voto. Cadê a coragem? Ou por que é uma forma "legalizada" de comprar voto? Eita Brasil!!!!!

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 14/07/2007.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.