Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Sem a toga

Ajufe apresenta trabalho cultural de juízes em revista

A Associação dos Juízes Federais do Brasil lança, nesta quarta-feira (1/2), em Brasília, a Revista Cultural Ajufe. A publicação apresentará a produção cultural dos juízes.

A revista terá tiragem de dois mil exemplares e periodicidade semestral. Esta primeira edição foi coordenada pelo presidente da Ajufe, Jorge Maurique, e pelas juízas federais Mônica Sifuentes, de Brasília, e Liliane do Espírito Santo Roriz de Almeida, desembargadora do Tribunal Regional Federal da 2ª Região e diretora cultural da entidade.

“A revista é uma publicação para abrirmos um novo espaço para os juízes federais, diferente do tradicionalmente reservado aos juristas, que são as revistas jurídicas”, destaca Maurique. “Os juízes escrevem muito: milhares de sentenças, artigos e livros jurídicos; mas também escrevem contos, crônicas, poesias, fotografam, desenham, pintam e fazem esculturas. É essa produção que queremos mostrar.”

Mônica Sifuentes explica que a revista da Ajufe também pretende chamar a atenção para a dimensão humana do Direito e do juiz. “É ele quem dá ao processo a sua verdadeira missão, como instrumento de pacificação social. Daí encontrarmos também nas manifestações culturais dos magistrados um meio para nos entendermos naquilo que somos e fazemos.”

Neste primeiro número, a Revista de Cultura Ajufe traz 10 seções, que incluem de poesias, desenhos e ensaios fotográficos a críticas de música, cinema e literatura, além de artigos do ministro Carlos Ayres Brito, do Supremo Tribunal Federal, e da editora de Opinião do jornal Correio Braziliense, Dad Squarisi.

Brito defende a importância da interação do homem com a realidade — a externa e a que se dá dentro dele mesmo — e Dad fala sobre os mistérios do jurisdiquês. Já na entrevista, o ministro Humberto Gomes de Barros, do Superior Tribunal de Justiça, assume com rara franqueza sua decepção com o evoluir do Judiciário nos últimos anos.

Revista Consultor Jurídico, 31 de janeiro de 2006, 19h01

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 08/02/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.