Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Serviço postal

Banco não tem de contratar Correios para entregar documentos

Enquanto o Supremo Tribunal Federal não define a questão do monopólio dos Correios, o banco HSBC pode celebrar novos contratos com empresas do ramo de entrega de documentos. A decisão, em caráter liminar, é do ministro Gilmar Mendes, que suspendeu decisão do Tribunal Regional Federal da 4ª Região.

A preservação do monopólio dos Correios quanto à exploração dos serviços postais está em discussão no Supremo, no julgamento da Argüição de Descumprimento de Preceito Fundamental 46.

O ministro entendeu que o banco demonstrou, na inicial, alguns fatores que sinalizam os prejuízos que pode vir a suportar caso tenha de cumprir a decisão do TRF-4.

Monopólio dos correios

A ADPF 46 está com vista à ministra Ellen Gracie. O placar está assim: voto do ministro Marco Aurélio (relator), pela procedência da ação; os votos dos ministros Eros Grau, Joaquim Barbosa e Cezar Peluso, pela sua improcedência; voto do ministro Gilmar Mendes pela procedência parcial da ADPF, para declarar a não-recepção dos artigos 42, 43, 44 e 45 da Lei n° 6.538/78.

AC 1.318

Revista Consultor Jurídico, 30 de agosto de 2006, 7h00

Comentários de leitores

1 comentário

O Estado pode usar uma Estatal para enviar as s...

A.G. Moreira (Consultor)

O Estado pode usar uma Estatal para enviar as suas correspondências, tanto quanto a iniciativa privada pode criar e usar quem melhor lhe sirva. Esse saudosismo do "PONEY EXPRESS", não existe mais, nem nos EE.UU , além do que, atualmente, não passa de "esquema político" e de cabide de emprego .

Comentários encerrados em 07/09/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.