Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Voto com ciência

Livro traça perfil e revela patrimônio dos políticos

Por 

Se para bem votar contasse o conhecimento do eleitor sobre os mecanismos da eleição e as características dos candidatos, o jornalista Fernando Rodrigues do jornal Folha de S. Paulo teria um dos votos mais qualificados entre os 126 milhões de brasileiros que estão habilitados a votar no próximo pleito. Rodrigues é um especialista em eleições e tudo que diz respeito a elas.

Boa parte de sua ciência eleitoral virou livro e já está à venda nas melhores livrarias do país. Políticos do Brasil (424 páginas, R$ 39,90, Editora Publifolha) apresenta o patrimônio e traça um perfil estatístico dos candidatos que se elegeram nas duas últimas eleições de âmbito federal e estadual. São 1.780 nomes do pleito de 1998 e 1.790 de 2002, sendo que 976 aparecem nas duas listas.

Em O Patrimônio dos Políticos o autor apresenta os bens declarados e seus valores atribuídos pelos candidatos. Com base nestas declarações, Rodrigues mostra como há coincidência entre o sucesso na política e uma sólida e consistente ascensão social dos eleitos.

Considerando os 548 políticos que se reelegeram em 2002 e que apresentaram a declaração de bens completa, o patrimônio da classe cresceu 41,8% em quatro anos. O trabalho mostra também quem são os políticos mais ricos em cada eleição e em cada partido, e quem são os que declaram nada possuir ou que não declaram o que têm.

No Perfil Estatístico Rodrigues compila os dados de quem são, quanto são, de onde vêm, qual a formação dos políticos.

Em Características do sistema político e considerações sobre o voto o autor faz uma descrição do sistema político eleitoral brasileira e faz uma reflexão sobre os seus pontos positivos e negativos

Para fazer este trabalho, Fernando Rodrigues se baseou nos dados ofertados pelos próprios candidatos ao fazer o registro de suas candidaturas. Como ele mesmo observa, trata-se de informações públicas, mas de difícil acesso dos eleitores em geral. Além de apresentar estes dados de forma sistematizada, Rodrigues ainda oferece elementos para que se possa entendê-los e tirar conclusões.

Um tabelião no final do livro mostra uma síntese dos dados de todos os candidatos eleitos nas duas eleições em referência. Tem desde o número do CPF — com ele o eleitor pode checar qual a situação do candidato junto à Receita Federal — até o quanto o candidato gastou na eleição.

São informações que, por si, não dizem se um candidato é melhor ou pior. Mas o conjunto da obra permite ao leitor fazer uma opção eleitoral com mais consciência e com mais ciência.


 é diretor de redação da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 24 de agosto de 2006, 16h29

Comentários de leitores

1 comentário

O curioso de tudo isso e que a receita faz ques...

Bira (Industrial)

O curioso de tudo isso e que a receita faz questão de ignorar, são os valores. Tomemos como base um salario de 11 mil reais, durante 4 anos, integralmentr totaliza por baixo, 528 mil reais. Patrimonio médio: 100 mil reais. Gasto na campanha medio: 500 mil reais. A conta não fecha. Sem falar naqueles que estimam 2 milhoes em gastos, com patrimonio de 200 mil reais....ou seja, patrocinam em troca de nada?. Aí tem... Alô receita, para de pegar no pé da classe media, que recolhe na fonte e vamos trabalhar....basta comprar o livro...

Comentários encerrados em 01/09/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.