Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Inquéritos policiais

MP cobra informações sobre investigados na Sanguessuga

A Procuradoria Regional da República da 1ª Região pediu à Polícia Federal informações sobre 31 municípios investigados na Operação Sanguessuga. O pedido foi motivado pelo fim do prazo para a conclusão dos inquéritos policiais requisitados no dia 4 de julho. Segundo a força-tarefa formada para atuar no caso, até agora a PF não enviou nenhum documento sobre o andamento das investigações.

Para agilizar os trabalhos, o grupo solicitou ainda à Controladoria-Geral da União cópia completa das auditorias feitas nas prefeituras dos estados do Acre, Amazonas, Amapá, Bahia, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Piauí, Rondônia, Roraima e Tocantins. O órgão tem dez dias para mandar a documentação.

O mesmo prazo terá o Fundo Nacional de Saúde para encaminhar todas informações relativas a convênios firmados para a aquisição de unidades móveis de saúde. Com base nos pedidos, há a previsão de abertura de mais de 200 processos administrativos contra novos municípios.

Força-tarefa

No dia 1º de junho, o procurador-geral da República, Antonio Fernando Souza, criou força-tarefa para investigar prefeituras acusadas de envolvimento no esquema desmontado pela Operação Sanguessuga.

O grupo de trabalho é formado pelos procuradores regionais da República Alexandre Camanho de Assis, Antônio Carneiro Sobrinho, Elton Ghersel, Marcelo Antonio Ceará Serra Azul, Marcus da Penha Souza Lima e Paulo Vasconcelos Jacobina.

Operação Sanguessuga

A Operação Sanguessuga foi deflagrada no dia 4 de maio e investiga a compra superfaturada de ambulâncias por diversas prefeituras do país.

Houve prisões nos estados do Acre, Amapá, Goiás, Mato Grosso, Paraná e no Distrito Federal.

Revista Consultor Jurídico, 15 de agosto de 2006, 13h53

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 23/08/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.