Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Eleições 2006

TSE divulga relação de receitas e gastos dos partidos

O PMDB é o partido que mais arrecadou recursos em todo o país para as eleições de outubro, englobando as campanhas para presidente da República, governador, senador e deputados federal, estadual e distrital. O valor total ultrapassa os R$ 32,4 milhões. Em segundo lugar, vem o PSDB, com R$ 25 milhões e, em seguida, o PFL, com R$ 21,6 milhões. O PT ficou em quarto lugar, tendo arrecadado R$ 20,7 milhões.

O PMDB também foi o partido que acusou as maiores despesas até agora: R$ 15,6 milhões por candidatos em todos os níveis. A maior fatia, de R$ 5 milhões, foi destinada às campanhas para os governos estaduais. Em seguida ao PMDB, as legendas com maiores gastos foram o PT, com R$ 13,1 milhões; o PSDB, com R$ 10,4 milhões; e o PFL, com R$ 9,8 milhões.

Na última terça-feira (8/8), o TSE divulgou que os comitês, em todo o país, arrecadaram R$ 27,5 milhões. Por outro lado, as despesas dos comitês, de todo o Brasil, somaram R$ 17,6 milhões.

O total divulgado nesta quinta-feira (10/8) equivale a 64,5% das prestações de contas parciais dos candidatos compilados pelo Tribunal Superior Eleitoral, com base em dados fornecidos pelos Tribunais Regionais Eleitorais até quarta-feira (9/8). O valor exclui o total arrecadado pelos comitês, já que nos estados, cada comitê presta contas de candidatos a cargos diversos.

Arrecadação

Entre os partidos que lançaram candidato à Presidência da República, o PT tem o maior volume de arrecadação: R$ 3,6 milhões. Juntos, os demais partidos que declararam receitas para o cargo de presidente da República — PDT, PSDC e PSL — têm R$ 33,8 milhões.

Para o cargo de governador, os partidos declararam receitas no valor de R$ 34,9 milhões. Individualmente, o partido que mais arrecadou foi o PMDB, com R$ 9,7 milhões nas campanhas para governador dos estados.

O PFL tem, até agora, R$ 2,2 milhões como receita para os gastos com a campanha para o Senado em todo o país. No total, os partidos informaram que arrecadaram R$ 10,2 milhões.

Os partidos declararam receita de R$ 48,6 milhões para o cargo de deputado federal. Quem mais arrecadou até agora foi o PMDB, com R$ 8,6 milhões. Para o cargo de deputado estadual, o valor total arrecadado foi de R$ 58,2 milhões. Mais uma vez o PMDB aparece como o partido que mais arrecadou recursos, com R$ 11,1 milhões.

Para o cargo de deputado distrital, os partidos arrecadaram R$ 3 milhões e, individualmente, o PMDB também foi o maior arrecadador, com R$ 788 mil.

Despesas

O total de gastos acumulado pelos candidatos nessas eleições, no primeiro mês de campanha, equivale a R$ 79,8 milhões, incluindo despesas com deslocamentos, reuniões, comícios e demais atividades inerentes às campanhas para Presidência da República, governadores, senadores e deputados federais, estaduais e distritais.

De acordo com as declarações transmitidas pelos Tribunais Regionais Eleitorais, quem mais gastou até agora foram os pretendentes aos legislativos estaduais e federais, no total de R$ 53,2 milhões. Os candidatos aos governos dos estados e do Distrito Federal tiveram despesas de R$ 18,5 milhões e os que disputam uma vaga no Senado Federal gastaram R$ 4,4 milhões no primeiro mês de campanha.

Os partidos menores tiveram despesas quase simbólicas em termos de campanhas eleitorais. Caso do PRB, que prestou contas de despesas no valor de R$ 13,6 mil, ou do PSTU, que acusou gastos de R$ 1,6 mil.

<b>Veja as tabelas com as receitas e gastos para as campanhas para presidente e governador</b>


Partido Presidente
Receita Despesa
PDT 150.000,00

70.209,72

PSDB 0,00

0,00

PSDC 16.500,00

615,04

PSL 31.277,89

0,00

PSOL 0,00

0,00

PT 3.650.980,52

3.496.396,68

Total 3.848.758,41

3.567.221,44



Partido Governador
Receita

Despesa

PAN 522,78

0,00

PC do B 0,00

0,00

PCB 0,00

0,00

PCO 0,00

0,00

PDT 1.807.062,02

430.229,57

PFL 6.495.782,56

3.576.085,09

PHS 10.180,00

7.896,00

PL 12.000,00

11.002,50

PMDB 9.798.146,26

5.082.806,92

PMN 1.000,00

0,00

PP 12.000,00

4.521,21

PPS 1.760.026,76

1.302.560,86

PRB 80.000,00

0,00

PRONA 3.500,00

3.000,00

PRP 8.260,00

0,00

PRTB 0,00

0,00

PSB 2.037.623,17

1.499.512,58

PSC 11.800,00

8.700,00

PSDB 7.686.999,82

2.702.256,77

PSDC 67.915,00

7.882,00

PSL 13.650,00

1.549,20

PSOL 90.910,25

55.770,75

PSTU 0,00

0,00

PT 3.615.605,38

2.584.153,18

PT do B 0,00

0,00

PTB 1.440.000,00

1.304.563,46

PTC 0,00

0,00

PTN 0,00

0,00

PV 12.000,00

3.985,00

Total 34.964.984,00

18.586.475,09



Revista Consultor Jurídico, 11 de agosto de 2006, 7h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 19/08/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.