Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Abuso de poder

TSE reafirma: candidato Ronaldo Lessa está inelegível por 3 anos

Ronaldo Lessa (PDT-AL), ex-governador de Alagoas e candidato ao Senado, não pode se eleger durante três anos. O Tribunal Superior Eleitoral confirmou a decisão do Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas. Lessa foi condenado por abuso de poder político e de autoridade, em 2004.

A ação contra o ex-governador foi ajuizada pela coligação União pelas Mudanças, do então candidato à prefeitura de Maceió, Cícero Almeida (PDT-AL). À época, Lessa era governador afiliado ao PSB e prometeu reajustar os salários dos servidores estaduais em troca de apoio político ao candidato Alberto José Mendonça Cavalcante, da coligação Maceió Sempre Melhor, que fazia parte o PSB.

No TSE, o ministro Caputo Bastos foi o último a votar. Ele rejeitou o recurso apresentado por Lessa, acompanhando o voto dos demais colegas.

Respe 26.054

Revista Consultor Jurídico, 9 de agosto de 2006, 14h01

Comentários de leitores

1 comentário

É realmente irônico que só AGORA, tantos anos d...

Bia (Advogado Autônomo - Empresarial)

É realmente irônico que só AGORA, tantos anos depois, a "Justiça" eleitoral o declare inelegível. Foi ELE mesmo que, há cerca de uma década atrás, DESCARREGOU um revolver na BOCA do seu desafeto político (não morreu por milagre), não aceitou a Polícia Federal para prendê-lo porque era governador de Alagoas e não AUTORIZOU a polícia civil estadual a sequer chegar perto dele. Mais "CORONEL" nordestino, dos piores, IMPOSSÍVEL!

Comentários encerrados em 17/08/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.