Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Repúdio geral

MP não se intimidará com ataques do PCC, diz Conamp

Os membros do Ministério Público não se intimidarão com os ataques promovidos e atribuídos ao PCC — Primeiro Comando da Capital e permanecerão atentos para fazer com que as leis sejam cumpridas. O recado foi dado pela Conamp — Associação Nacional dos Membros do Ministério Público em nota de repúdio aos atentados desta madrugada (7/8).

Os ataques atingiram, entre outros alvos, o prédio do Ministério Público do Estado, na rua Riachuelo em São Paulo.

Também manifestaram apoio ao governador de estado, Cláudio Lembo e à Policia Militar estadual.

Leia a íntegra da nota:

NOTA PÚBLICA

A Associação Nacional dos Membros do Ministério Público – CONAMP -, entidade representativa de todos os Promotores e Procuradores de Justiça do país, em face dos covardes atentados que atingiram o Estado de São Paulo nesta madrugada, inclusive a sede do Ministério Público, vem manifestar seu veemente repúdio a crimes desta natureza, que afrontam o Estado Democrático de Direito e que devem merecer pronta rejeição da sociedade brasileira.

A CONAMP alia-se à Associação Paulista do Ministério Público (APMP), intrépida entidade representativa da classe dos Promotores e Procuradores paulistas, bem como de todos os órgãos da Instituição, para enfrentamento das dificuldades e superação dos atos praticados por criminosos da pior estirpe, reiterando sua absoluta confiança no Governo estadual e na Secretaria da Segurança Pública para esclarecimento dos brutais ataques contra a população ordeira.

O Governo de São Paulo, conduzido pelo professor Cláudio Lembo, que sempre demonstrou capacidade e espírito democrático para superação de todos os obstáculos, merece nossa confiança por desenvolver política séria e voltada aos interesses da sociedade. Reafirmamos o respeito e a confiança na Polícia Militar do Estado de São Paulo, que atua com profissionalismo e seriedade, visando estabelecer a paz social, na identificação dos bárbaros autores destes crimes para pronta e exemplar punição.

Os membros do Ministério Público brasileiro permanecerão, como sempre, atentos e rigorosos à exigência do cumprimento da Lei, não se intimidando com tais atitudes, que não conseguirão subverter a ordem jurídica e a paz social.

Brasília, 7 de agosto de 2006.

José Carlos Cosenzo

Presidente da CONAMP

Revista Consultor Jurídico, 7 de agosto de 2006, 18h56

Comentários de leitores

3 comentários

A nota do Conamp é interessante, haja vista que...

Comentarista (Outros)

A nota do Conamp é interessante, haja vista que quem está absolutamente intimidado e aterrorizado, na verdade, é o povo!

Ataques do PCC ? Uma questão de ótica ! ...

Luiz P. Carlos (((ô''ô))) (Comerciante)

Ataques do PCC ? Uma questão de ótica ! A verdade é que ninguém de são consciência deseja que seu País viva uma turbulência, um desequilíbrio político que venha desestabilizar a Paz social. Mas é verdade também que avisos e alertas nunca faltaram, a mídia noticia diuturnamente as mazelas do Poder Judiciário, da Fazenda, da Saúde, das Escolas, das Moradias, dos Mensalões, enfim é só desvio de verbas e assaltos ao erário, ladrões na cadeia só os da raia miúda, que pese os ataques da Policia Federal como exemplo maior de dignidade e profissionalismo também esta bastante corroída nas suas estruturas para o desespero do grande chefe Dr. Paulo Lacerda que na atual conjuntura é o único e maior responsável pela estabilidade Nacional, que pesa sobre seus ombros mais que do Presidente da Republica em manter estável esse País de corruptos e bandidos do colarinho branco. E não venham me dizer que a PF esta agindo a pedido político porque não vou acreditar, é iniciativa própria de quem zela pela imagem da instituição, de que já percebeu e detectou os motivos da instabilidade Social. Que os criminosos estão atacando que isso é punível com pena máxima e todo rigor da Lei, que são exemplos negativos, antidemocráticos de razões injustificáveis e inaceitáveis. É verdadeiro. Por outro lado, gostaria de saber onde andam os direitos básicos da cidadania, onde andam as atitudes positivas do Poder Judiciário em favor do povo do cidadão honesto e trabalhador, do empresário. Simplesmente não andam simplesmente tais autoridades na sua maioria compactuam com o crime do colarinho branco, até as leis modificam para beneficiá-los. Então quando vejo o noticiário sobre ataques do PCC e dizem os repórteres; O PCC atacou por causa do indulto, atacou porque o MP quer o dinheiro da conta bancaria do crime organizado para indenizar suas vitimas, matou o Juiz no Mello Porto para assaltar, afinal não poderia ser revanche com tal pessoa de conduta ilibada, cujos parentes com ótimos serviços prestados a republica como o presidente Fernando Color de Mello e Ministro Marco Aurélio Mello, evidente que um Di Menor atabalhoado deixou sua pistola disparar na tentativa de um ocasional assalto, nada que autoridades presente e futuras possam entender como um aviso sinistro, etc. Eu particularmente interpreto as noticias por outra ótica. Entendo que o PCC atacou e matou algumas autoridades de notório saber jurídico, e vai matar ainda mais, atacou e destruiu instituições, e vai destruir ainda mais, até então respeitáveis numa demonstração torpe e doentia de solidariedade ao povo Brasileiro. Nada que um bom psicólogo forense não consiga detectar nessas mentes obstruídas e destruídas resultante da nossa própria estrutura político social. Aquele povo Cordeiro de Deus, ordeiro, trabalhador, que não tem coragem para agredir frontalmente o poder tutelar. Poder que por atitudes e omissão compactuam com a miséria com a indignidade que sobrevive a maioria dos cidadãos. Pai de família que assistem submissos seus entes queridos morrer a mingua nos hospitais, e seus filhos desassistidos sendo compulsoriamente aliciados a prostituição ao trafico de drogas, que assistem uma policia desestruturada sem salários, sem equipamentos. Que assistem ao sistema prisional absolutamente irrecuperável, que percebem a força corrupta dessas autoridades. Nada podem fazer alem de esperar o salvador da Pátria. Enquanto que tais autoridades desfilam em seus carrões, acenam de suas varandas Beira-Mar com seu copo de Champanhe, com seus lindos e perfumados pequerruchos, com sua(s) peruas emplumadas ordenando os serviçais. Qual riqueza e patrimônio oriundo do sangue, suor e lagrima deste povo... Por uma questão de ordem... Por uma questão de ótica... De que lado esta o PCC?

Hipoteco minha solidariedade aos Promotores de ...

Reginaldo (Advogado Autônomo)

Hipoteco minha solidariedade aos Promotores de Justiça. O ataque foi uma agressão a democracia e as instituições de direito e justiça.

Comentários encerrados em 15/08/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.