Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Morte em família

Justiça começa a investigar caso de adolescente que matou a mãe

O processo que investiga o jovem de 17 anos que confessou ter estrangulado a mãe, Zeli Boeira de Abreu, no sábado (22/4) foi distribuído hoje ao juiz Sérgio Mazina Martins, da 2ª Vara Especial da Infância e Juventude da Capital. O magistrado vai decidir o dia e horário em que vai ouvir o depoimento do adolescente, que está internado na Unidade de Atendimento Inicial (UAI) da Fundação do Bem Estar do Menor (Febem), no Brás.

O crime aconteceu de madrugada, no apartamento da família, no Condomínio Parque Brasil, um conjunto de prédios de classe média na Avenida Giovanni Gronchi, Morumbi, zona sul da Capital. Praticante de luta marcial, ele alegou à polícia ter agido em legítima defesa. Segundo o rapaz, a mãe chegou de madrugada e tentou agredi-lo com uma faca. O corpo de Zeli foi levado às 12h10 de domingo (23/4), para Caxias do Sul (RS).

De acordo com a Polícia Civil, depois do crime, o adolescente foi para a casa da mãe do seu ex-padrasto, em Santo Amaro (zona Sul) e contou que teve uma discussão com a mãe e que a agrediu. O ex-marido da vítima foi ao local e disse à polícia que encontrou a mulher caída e chamou o resgate. A PM constatou que a mulher estava morta e encontrou uma faca no chão do quarto.

O adolescente se entregou e contou que foi à casa da mãe pela manhã e que os dois discutiram porque ela não queria mais que morasse no local. O jovem disse que a mãe teria tentado ataca-lo com uma faca e, então, a agarrou pelo pescoço.

Revista Consultor Jurídico, 24 de abril de 2006, 15h23

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 02/05/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.