Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Nas nuvens

Varig ganha sobrevida nos tribunais do Rio de Janeiro

Por 

A Justiça do Estado do Rio continua emitindo sinais favoráveis à Varig. Em decisão nesta quarta-feira (19/4), a juíza Denise de Araújo Capiberibe, da 28ª Vara Cível da Comarca da Capital, negou pedido de devolução de cinco motores de aviões formulado em ação movida pela Wells Fargo Bank Northwest e a National Association.

A juíza considerou "legítimo" o pedido de devolução das peças alugadas, diante do calote verificado desde fevereiro de 2006, mas observou que a concessão da liminar de forma inaudita altera pars "inviabilizaria ainda mais a possibilidade de recuperação judicial da empresa, em afronta direta aos artigos 47 e seguintes da Lei 11.101.2005, diante do evidente aspecto social e relevância dos interesses em jogo".

No Rio, a Varig já admitiu que terá que devolver algumas aeronaves por insuficiência de caixa, mas vem resistindo tanto quanto pode a entrega de turbinas, equipamento fundamental para manter seus jatos no ar.

O pedido formulado pela Wells Fargo e a National Association agora foi antecipado por uma notificação extrajudicial, em março, no qual as duas multinacionais pleiteavam a volta dos bens. "A autora faz jus à retomada do material arrendado" observou Denise Capiberibe em sua decisão, "seja porque expirou os prazos contratatuais seja porque a ré vem adimplindo com o pagamento dos alugueis decorrentes destes próprios contatos. Mas, por outro lado, deve ser analisada a situação delicada em concreto da ré" prosseguiu a juíza

E concluiu: "sopesando os valores que envolvem a controvérsia e o legítimo interesse da autora, não há como dar liminar diante do evidente prejuízo que amargaria a Varig, que teria inviabilizada a operacionalização de vôos e aumentando a descrença dos credores e da população em geral nos serviços da empresa".

 é jornalista.

Revista Consultor Jurídico, 19 de abril de 2006, 21h55

Comentários de leitores

1 comentário

O BNDS foi utilizado por inúmeros veículos de c...

HERMAN (Outros)

O BNDS foi utilizado por inúmeros veículos de comunicação, sob o aval do Poder Executivo, que sempre teve, neste governo, o grande interesse e necessidade em agradar a mídia. Nada mais justo, que seja dado a VARIG a mesma oportunidade concedida aos controladores de opinião pública, ademais, houve um esforço sobrenatural em redecolar a mais que falida TRANSBRASIL, inclusive, exaustivamente anunciado neste site, sempre mencionando o nome do Dr. Teixeira (compadre do Presidente) e do ex-investigador de polícia e ex-controlador da TRANSBRASIL, Sr. Cipriani, ambos com escritório à Rua Padre João Manuel em SP. Será possível, apenas por dever cívico, indicar uma solução que não foge à regra deste atual governo, é mesmo uma grande idéia e gratuita aos interessados, qual seja: A TRANSBRASIL, sob o aval do representante do Poder Executivo obtém um empréstimo bilionário junto ao BNDS para comprar a VARIG. Retornará aos céus brasileiros duas grandes empresas aéreas. Seria menos desleal com a sofrida Nação Brasileira a visão dos reluzentes jatos - mesmo que ultrapassados -, em operação, do que, a reluzente “careca” do bilionário operador do vergonhoso mensalão.

Comentários encerrados em 27/04/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.