Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Luto na magistratura

Morre Nidion Albernaz, diretor-geral do TJ de Goiás

Nidion Albernaz, diretor-geral do Tribunal de Justiça de Goiás, morreu na tarde desta terça-feira (18/4) aos 72 anos de idade, no Hospital Jardim América, em Goiânia. Jamil Pereira de Macedo, presidente do TJ goiano, decretou luto oficial de três dias no Poder Judiciário e suspendeu o expediente desta quarta-feira (19/4) nas instituições judiciárias estaduais sediadas em Goiânia. O corpo foi velado e sepultado no Cemitério Jardim das Palmeiras.

Nidion Albernaz ingressou no Ministério Público em agosto de 1955 e se aposentou no cargo de procurador de justiça em 1981. No Poder Judiciário, Nidion Albernaz foi secretário executivo da presidência do TJ nas gestões dos desembargadores João Canedo Machado, Joaquim Henrique de Sá e Charife Oscar Abrão, além de cargos de assessoramento técnico.

Presidiu também a Associação Goiana do Ministério Público, no período de 1971 a 1973. Jamil Pereira de Macedo afirmou em nota que Nidion foi um notável servidor público. “Jurista lúcido, profundo conhecedor do Direito Público, administrador de rara eficácia, era implacável com a incompetência e intransigente com os corruptos.”, considerou.

Revista Consultor Jurídico, 19 de abril de 2006, 15h18

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 27/04/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.