Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Fraude na escola

Fraude anula segunda etapa de vestibular 2006 no Maranhão

O Ministério Público Federal e a Universidade Federal do Maranhão assinaram um Termo de Ajustamento de conduta para anular a segunda etapa do vestibular 2006, devido a irregularidades no processo seletivo. Depois da confirmação da fraude, 12 pessoas já foram presas. Antes mesmo da primeira fase da prova, denúncias eram investigadas pela Polícia Federal.

“É preciso pensar em todos os outros candidatos, que, de boa fé, fizeram a prova, não concorreram para o ilícito, foram aprovados na primeira etapa do vestibular e não podem, por isso, serem prejudicados com a anulação de todo o concurso”, declarou o procurador responsável pelo TAC, Juraci Guimarães Júnior.

A universidade apoiou a investigação, com o cruzamento de dados feitos pelo Núcleo de Eventos e Concursos. A partir disso, o MPF concluiu que a sistemática do crime não envolvia diretamente nenhum servidor da instituição. Pelo Termo de Ajustamento de Conduta, os envolvidos na fraude estão automaticamente eliminados do vestibular, com o conseqüente reposicionamento na classificação dos candidatos que foram prejudicados na primeira etapa.

Revista Consultor Jurídico, 17 de abril de 2006, 18h03

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 25/04/2006.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.