Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Reta final

Terminam na sexta-feira inscrições para o MP de São Paulo

Acaba nesta sexta-feira (2/12) o prazo para inscrição no concurso que vai selecionar 30 agentes de promotoria para o Ministério Público de São Paulo. O salário é de R$ 5.160,89 e o cargo exige nível superior em qualquer área de formação.

As inscrições serão recebidas nas agências autorizadas do Banespa e pela internet, no endereço eletrônico www.vunesp.com.br. A taxa é de R$ 100.

Em caso de procuração será necessário apresentar o respectivo instrumento, cópia autenticada do documento de identidade do candidato e identidade original do procurador. Além das vagas iniciais, outras poderão ser preenchidas durante a validade do concurso, que é de dois anos, prorrogável uma vez pelo mesmo período.

O concurso terá três fases de seleção: provas objetiva, discursiva e de aptidão física. As duas primeiras estão previstas para dia 8 de janeiro. A objetiva será composta de dez questões sobre Língua Portuguesa, oito de Atualidades, sete de Matemática, 15 de Raciocínio Lógico, oito de Direito Constitucional e Ministério Público, oito de Direito Administrativo, oito de Direito Penal e Processual Penal, oito de Informática e oito de Teoria Geral das Ciências Contábeis. A parte objetiva vale 100 pontos, sendo necessário atingir mínimo de 50 para ser aprovado.

Na parte dissertativa haverá uma questão sobre Atualidades, uma sobre Língua Portuguesa e uma sobre Direito Constitucional, além de tradução de texto em Inglês.

Para homens, a prova prática contará com teste abdominal, teste de flexo-extensão de cotovelos e corridas de 50 metros e 1.800 metros em 12 minutos. Para mulheres, abdominal, flexo-extensão de cotovelos e corridas de 50 metros e de 1.600 metros em 12 minutos.

Revista Consultor Jurídico, 30 de novembro de 2005, 20h06

Comentários de leitores

1 comentário

Acontecem coisas estranhas nesses editais. Imag...

Armando do Prado (Professor)

Acontecem coisas estranhas nesses editais. Imagino que esses futuros servidores participarão de atividades de luta grega, disputas em campo, rachas a pé e,como está na moda, terão que bater em desafetos públicos. Ou então para que todos esses testes físicos? Outra coisa: para que inglês e matemática? O exigido no dia-a-dia não é o vernáculo corrente?

Comentários encerrados em 08/12/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.