Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Informação jurídica

Reportagens da ConJur ganham Prêmio AMB de Jornalismo

O exagero do formalismo no Judiciário e o exagero no uso de algemas pela Polícia renderam dois troféus para a revista Consultor Jurídico no II Prêmio AMB de Jornalismo. O editor Rodrigo Haidar ganhou o primeiro prêmio, na categoria Internet, com a reportagem Na forma da lei — Excesso de formalismo jurídico torna Justiça injusta, que teve a participação de Vicente Dianezi, correspondente em Brasília à época. A repórter Maria Fernanda Erdelyi ficou em terceiro lugar, na mesma categoria, com a reportagem Ultraje a rigor — Uso de algemas pela PF levanta clamores na sociedade.

O Prêmio AMB de Jornalismo é um dos mais importantes reconhecimentos na área de informação jurídica do país. Em sua segunda edição, distribuirá troféus e R$ 140 mil nas categorias Jornal, Revista, Internet, TV e Rádio. Nesta edição, também atribuiu prêmios regionais e para associações ligadas à magistratura.

A iniciativa tem o objetivo de valorizar trabalhos jornalísticos que contribuam para o aprimoramento da prestação dos serviços judiciários à população, sejam eles denúncias de irregularidades ou o retrato de práticas positivas e inovadoras. Concorreram 186 trabalhos nas diversas categorias.

A comissão julgadora foi composta pelos jornalistas Luiz Orlando Carneiro, o decano da cobertura judicial em Brasília e precursor da análise do Poder Judiciário; Simone Caldas, coordenadora de atendimento da In Press Porter Novelli em Brasília (DF); os juízes Gervásio dos Santos Júnior, assessor da Presidência da AMB, e Andréa Pachá, vice-presidente de Comunicação Social da AMB.

Rodrigo Haidar, 29 anos, jornalista há oito, foi repórter da revista CartaCapital e é colaborador da revista Update da Câmara Americana de Comércio. Estreou na Consultor Jurídico em janeiro de 1998 onde trabalhou até maio de 2000. Retornou à revista em setembro de 2004. “A reportagem mostra como, muitas vezes, por excesso de zelo, o julgador se aferra à letra da lei e acaba deturpando seu papel de fazer Justiça”, fala sobre seu trabalho.

Maria Fernanda Erdelyi, 24 anos, formada em jornalismo pela Universidade Mackenzie, cuidou da promoção cultural e edição de publicações no Memorial da América Latina e foi repórter da Folha de S.Paulo. Está na reportagem da Consultor Jurídico desde janeiro de 2004.

Nas palavras do advogado Luís Guilherme Vieira, "a premiação, por demais merecida, nada mais é do que reconhecimento de um jornalismo sério e comprometido com os ideais garantistas da Carta da República". Segundo o presidente da Aasp, José Diogo Bastos Neto, "os juízes finalmente descobriram o que os advogados já sabiam desde muito. A qualidade e importância da Consultor Jurídico".

Para o desembargador Augusto Francisco Mota Ferraz de Arruda, do Tribunal de Justiça de São Paulo, foi premiada "a divulgação e a crítica honesta e fundada do Judiciário", que "são retas formas de exercer de fato uma democracia adulta para mudar o que deve ser mudado".

É a primeira vez que a ConJur concorre a uma premiação. O trabalho do veículo, no entanto, tem valido o reconhecimento da comunidade jurídica. No dia 18 de outubro, a seccional paraibana da OAB aprovou proposição de congratulações apresentada pelo conselheiro Marcos dos Anjos Pires Bezerra “em razão dos relevantes serviços prestados pela revista”.

Também em outubro, o site foi homenageado, como “veículo de relevante importância”, pela Assembléia Legislativa de São Paulo, numa iniciativa do deputado José Carlos Stangarlini. Antes, a publicação foi agraciada com a Ordem do Mérito Judiciário do TST.

Conheça os vencedores do II Prêmio AMB de Jornalismo

Jornalismo Nacional

Foram inscritas 90 matérias de 30 diferentes veículos. Os prêmios para primeiro, segundo e terceiro lugar são, respectivamente, R$ 10 mil, R$ 5 mil e R$ 2,5 mil.

Jornal

1º lugar: “Série de Matérias sobre Precatórios”

Veículo: Gazeta Mercantil

Autores: Daniel Pereira e Gilmara Santos

2º lugar: “Ameaçado pelo narcotráfico juiz federal vive confinado em fórum”

Veículo: O Estado de S. Paulo

Autor: Jose Tomazela e Evelson Dias

3º lugar: “Golpe contra o trabalhador”

Veículo: O Globo

Autor: Cássia Almeida

Menção Honrosa: “As drogas que o Brasil tem de engolir”

Veículo: Zero Hora

Autor: Andrei Netto

*O regulamento não previa a entrega de menção honrosa, mas pela excelência da matéria do jornal Zero Hora, a Comissão Julgadora da segunda edição do prêmio decidiu criá-la para a matéria do jornalista Andrei Netto.

Revista

1º lugar: “De cara com o réu”

Veículo: Época

Autor: Solange Azevedo, Débora Rubin e Rafael Pereira

2º lugar: “As questões que importam”

Veículo: Exame

Autor: Vicente Dianezi

3º lugar: “Gestores da Qualidade”

Veículo: Justilex

Autor: Luciana Amaral

Internet

1º lugar: “Na forma da lei”

Veículo: Consultor Jurídico

Autor: Rodrigo Haidar e Vicente Dianezi

2º lugar: “A Justiça mais próxima do cidadão”

Veículo: Web Diário

Autor: Simone Perez

3º lugar: “Ultraje a rigor”

Veículo: Consultor Jurídico

Autor: Maria Fernanda Erdelyi

TV

1º lugar: “Mutirão/registro – Santa Quitéria”

Veículo: TV Mirante (TV Globo – MA)

Autor: Juliana Freita da Silveira

2º lugar: “Mutirão/Justiça”

Veículo: TV Mirante (TV Globo – MA)

Autor: Viviane El-Huaik de Medeiros

3º lugar: “Caso Mariana”

Veículo: RBS TV (TV Globo – Esporte Espetacular)

Autor: Dolmar Frizon

Rádio

1º lugar: “Justiça Gratuita”

Veículo: Rádio Câmara

Autor: Jairo Cesar dos Santos Ribeiro

2º lugar: “Os desafios do Judiciário”

Veículo: Rádio Gaúcha/RBS

Autor: Felipe Dias Geyer Chemale

3º lugar: “Relatório da ONU contra nepotismo no Judiciário brasileiro”

Veículo: Central de Notícias

Autor: Central de Notícias

Jornalismo Regional

Na categoria “Regional”, foram incritos 61 trabalhos de 37 veículos. O primeiro colocado de cada uma das cinco regiões do país receberá o prêmio de R$ 5 mil.

Região Sul

“Fórum local tem 50 mil ações em andamento”

Veículo: Correio de Gravataí (RS)

Autor: Herculano Almeida Barreto Filho

Região Sudeste

“A passos de tartaruga”

Veículo: Extra (RJ)

Autor: Max Leone Bispo

Região Centro-Oeste

“Falta de dados unificados dificulta combate ao crime”

Veículo: O Popular (GO)

Autor: Rosana Melo Araújo

Região Nordeste

“Penas Alternativas”

Veículo: TV Sergipe

Autor: José Ivaldo Vasconcelos de Andrade

Região Norte

“Todos ricos, todos soltos”

Veículo: O Liberal (PA)

Autor: Ronaldo Brasiliense

Associações Filiadas

Foram inscritos 35 trabalhos de 15 associações filiadas à AMB. A entidade escolheu os três melhores informativos institucionais impressos (jornais e revistas), de acordo com os critérios de melhor layout e conteúdo condizente com os interesses da magistratura. Os vencedores receberão R$ 5 mil, R$ 3 mil e R$ 2 mil, respectivamente.

1º lugar: Revista Fórum

Entidade: Associação dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro (Amaerj)

Autor: Isabela Palmeira

2º lugar: Novos Rumos

Entidade: Associação dos Magistrados do Paraná (Amapar)

Autor: Romeu de Bruns Neto

3º lugar: Informativo Amatra IV

Entidade: Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho da 4ª Região (Amatra IV)

Autor: Elaine Carrasco e Isabel Araújo


Revista Consultor Jurídico, 28 de novembro de 2005, 22h09

Comentários de leitores

3 comentários

A premiação da AMB aos jovens repórteres Maria ...

André Aron (Advogado Autônomo)

A premiação da AMB aos jovens repórteres Maria Fernanda Erdelyi e Rodrigo Haidar, da Conjur, é, também, o reconhecimento pela alta qualidade - e relevante importância social - das informações que diariamente a equipe de profissionais da Conjur põe no ar. Parabéns, Fernanda e Rodrigo!

O Rodrigo Aidar é sem dúvida um dos grandes nom...

Mário de Oliveira Filho (Advogado Sócio de Escritório)

O Rodrigo Aidar é sem dúvida um dos grandes nomes do jornalismo brasileiro. A premiação é conseqüência lógica do trabalho sério, determinado desse jovem, porém, experiente e competente jornalista. Forte abraço. Mário de Oliveira Filho

A qualidade das matérias oferecidas à curiosida...

Ottoni (Advogado Sócio de Escritório)

A qualidade das matérias oferecidas à curiosidade dos profissionais do Direito, a informação pronta e clara, a atualidade dos temas e, principalmente, a democrática colocação destes à disposição do debate franco e livre de seu imenso público leitor, dão a medida do acerto que marca a concessão comemorada. Parabéns e obrigado!

Comentários encerrados em 06/12/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.