Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Prejuízo de R$ 1 milhão

Servidores acusados de fraudar licitação ficam presos

Três funcionários da Câmara Municipal de São Leopoldo (RS), vão continuar presos. Eles são acusados de participar em um esquema de fraude em licitações que teria lesado o cofre municipal em aproximadamente R$ 1 milhão.

A 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal negou, por maioria, pedido de Habeas Corpus. A defesa requeria a revogação do decreto de prisão preventiva para que os três funcionários públicos pudessem aguardar o julgamento em liberdade.

Além dos três, outras 14 pessoas, entre elas políticos locais, empresários e outros servidores, foram acusadas de integrar o suposto esquema.

Revista Consultor Jurídico, 22 de novembro de 2005, 21h24

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 30/11/2005.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.